OS RADARES MÓVEIS ESTARÃO EM OPERAÇÃO NESTA QUARTA-FEIRA (22/5) NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 - Rua Coronel José Augusto de O. Salles (centro/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H;

RADAR 2 - Rua Coronel José Augusto de O. SalleS (BAIRRO/centro) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H;

RADAR 3 – Av. Morumbi (CENTRO/bairro) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 kM/H.

A Prefeitura de Ibaté deu início semana passada, à segunda fase do Mutirão de Combate à Dengue, em todas as regiões e bairros da cidade. O objetivo é conscientizar a população sobre os perigos da doença, que pode matar, e fazer com que todos ajudem no combate através de medidas simples como o descarte correto dos materiais que podem acumular água parada. 

Atualmente, a cidade registra 174 notificações da doença, sendo 167 casos positivos e 11 aguardando resultados. A assessora geral do Departamento Municipal de Saúde, Elaine Sartorelli, explica que as pessoas precisam entender que as altas temperaturas e as chuvas, ajudam muito a larva do mosquito se proliferar. “Por isso, a Prefeitura está realizando este mutirão. Toda a população precisa participar e se conscientizar de que prevenir, ainda é o melhor remédio contra a dengue”, explicou. 

A população deve estar atenta ao carro de som, que passará anunciando o dia e horário para que os moradores possam depositar materiais de descarte nas calçadas defronte às residências. “Não depositem o material antes do anuncio do carro de som. Esperem o aviso para que não fique lixo acumulado nas calçadas por vários dias”, disse Elaine Sartorelli. 

O número de casos registrados na cidade cresceu muito, por isso, o prefeito José Luiz Parrella (PSDB) destaca que é importante limpar a cidade limpa e espera poder contar com a colaboração da população. “Precisamos nos unir e cuidar para que Ibaté se livre dessa doença. A prefeitura sozinha não vai conseguir acabar com o mosquito Aedes Aegypti. Vamos fazer a nossa parte e esperamos contar com a colaboração de cada cidadão”, contou. 

Zé Parella enfatiza que é importante que a população não descuide, fazendo a limpeza semanal dos quintais e não deixando água parada, evitando locais que podem se tornar criadouros do mosquito. “Conto com a colaboração de todos os cidadãos. Temos que arregaçar as mangas e livrar a nossa cidade desse mal que, graças a DEUS, ainda não fez nenhuma vítima fatal”, ressaltou. 

Para combater a proliferação do mosquito Aedes aegypti é necessário manter bem tampados caixas, tonéis e barris de água; colocar o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira sempre bem fechada; não jogar lixo em terrenos baldios; guardar garrafas de vidro ou plástico, mantenha sempre a boca para baixo; não deixar água da chuva acumular sobre a laje; encher os pratinhos ou vasos de planta com areia até a borda; guardar pneus velhos, retire toda a água e mantenha-os em locais cobertos, protegidos da chuva; limpar as calhas com frequência, evitando que galhos e folhas possam impedir a passagem da água; lavar com frequência, com água e sabão, os recipientes usados para guardar água, pelo menos uma vez por semana.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo