Av. Miguel Petroni
(sentido Bairro/Rodovia)
60 km/h
Av. João de Guzzi
(sentido Bairro/Centro)
60 km/h
Av. Bruno Ruggiero Filho
(sentido Shopping/Bairro)
60 km/h

O Ministério Público do Trabalho instaurou inquérito civil em face da Raízen Energia S/A para investigar a demissão em massa de cerca de 250 trabalhadores que ocorreu na manhã dessa segunda-feira, 13 de novembro. Segundo amplamente noticiado pela imprensa local, a medida decorre do fechamento da unidade Tamoios, em Araraquara. O procurador oficiante Rafael de Araújo Gomes notificará a empresa, bem como o sindicato da categoria, a fim de que prestem esclarecimentos sobre a dispensa para, se necessário, tomar as medidas cabíveis.



Comentário(s) 

0
DANIEL | 14 Novembro 2017
EM QUE PESE A PREOCUPAÇÃO DO PROCURADOR COM OS EMPREGADOS DEMITIDOS, POR CERTO ESTE NÃO OBSERVOU O DISPOSTO NO ARTIGO 477 - A, INTRODUZIDO NA REFORMA DA CLT, ONDE A EMPRESA PODE DEMITIR SEM TER QUE REALIZAR QUALQUER NEGOCIAÇÃO COM O SINDICATO DE CLASSE.
“Art. 477-A. As dispensas imotivadas individuais, plúrimas ou coletivas equiparam-se para todos os fins, não havendo necessidade de autorização prévia de entidade sindical ou de celebração de convenção coletiva ou acordo coletivo de trabalho para sua efetivação.