NESTA SEXTA-FEIRA (07/08) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 - RUA RUI BARBOSA (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 40 KM/H;

RADAR 2 - RUA MIGUEL PETRONI (BAIRRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 3 - AVENIDA JOÃO DE GUZZI X RUA MARCOS VINICIUS DE M. MORAES - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H.

O corpo encontrado na manhã desta quinta-feira (6) em um canavial da Usina Maringá é o de Sonia Aparecida Rosário, de 48 anos, desaparecida desde o dia 30 de agosto.

Sonia começou a apresentar sintomas de depressão e foi logo depois de a família buscar ajuda médica, que ela desapareceu. "Dois dias antes de ela desaparecer, ela foi a um médico que falou que ela deveria se internar para melhorar, mas aí ela disse que não precisava ser internada e dois dias depois desapareceu", conta a filha Viviane Rosário dos Santos, de 24 anos.

Na manhã de hoje, o corpo foi encontrado em um canavial por funcionários da Usina Maringá. Em avançado estado de decomposição, era difícil identificar se o corpo era de um homem ou mulher. No entanto, um sapato feminino foi encontrado ao lado do corpo, o que levantou a suspeita de que era uma mulher.

A família de Sônia foi até o Instituto Médico Legal (IML) e reconheceu o corpo.

Do SIM News



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo