NESTA SEGUNDA-FEIRA (24/02/2020) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 - AVENIDA COMENDADOR ALFREDO MAFFEI (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 2 - AVENIDA COMENDADOR ALFREDO MAFFEI (BAIRRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 3 - AVENIDA BRUNO RUGGIERO FILHO (SHOPPING/ BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H.

 

 

.

São Carlos recebeu na manhã deste sábado a visita da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Regina Alves, que veio para a cidade trazendo boas notícias. Damares foi recepcionada pelo prefeito municipal Airton Garcia, secretários e vereadores no Paço Municipal. 

Esbanjando simpatia, Damares disse que considera a cidade mais bonita do Brasil e que ela manda no mundo. A ministra reiterada vezes disse que estava na cidade, não como ministra e sim como cidadã, pois São Carlos é a sua casa. “É minha cidade, meu povo, minha casa. Passei o Natal aqui, com minha família”, disse, salientando, em entrevista coletiva. 

Damares no auditório do Paço, pode rever velhos amigos e amigas, ela destacou alguns deles, como o Bertinho Medeiros com que trabalhou na Prefeitura Municipal, Edson Fermiano que na época em que ele se formou em direito era presidente da OAB, do advogado criminalista Arlindo Basílio, entre outros. 

Durante seu pronunciamento, Damares anunciou que estará criando em Brasília, uma espécie de “Gabinete de Crise” com são-carlenses que trabalham em diversos ministérios. “Olha estamos trabalhando muito, mas não sou só eu, temos um time em Brasília de são-carlenses no alto escalão do Governo e nós estamos se unindo para buscar tudo o que está lá em Brasília (emendas e projetos de São Carlos) e que ainda não foi liberado, há muitos recursos que estão parados lá (Brasília) e a gente vai buscar todos eles, a gente vai se organizar os processos e vamos tentar liberar tudo”, disse a ministra. 

Damares também disse que a intenção desse gabinete é de além de obter verbas emergenciais é o de obter recursos para os projetos mais complexos e sanar de vez esse problema das enchentes na cidade. “Paralelamente o prefeito (Airton Garcia) esteve em Brasília com um pleito emergencial para que os problemas mais graves possam ser solucionados. Mas nossa ideia é resolver definitivamente as enchentes na cidade. Os recursos apresentados são considerados apenas o necessário e isso impressionou positivamente. Acredito que na semana que vem possa ser liberada alguma verba”, revelou a ministra. 

O prefeito Airton Garcia ficou muito feliz com a presença da ministra. Durante seu discurso, ele chegou a se emocionar quando falava de sua mãe, dona Henriqueta. “Ela foi uma das primeiras autoridades a entrar em contato conosco logo após as chuvas de 12 de janeiro. Colocou seu gabinete inteiramente à nossa disposição durante nossa passagem em Brasília. Tem se mostrado diariamente preocupada com o andamento do processo dos nossos pedidos junto ao Governo Federal. Eu só tenho a agradecer pela amizade, pelo carinho demonstrado com a cidade e com a minha família (ela é uma amiga querida de minha mãe, Dona Henriqueta). Será sempre bem vinda a São Carlos”. 

Nova audiência – Após a recepção no Paço Municipal, a ministra deu uma passada no centro da cidade e seguiu para o Centro de Convivência do Idoso do Jardim Zavaglia. Durante o trajeto ela recebeu uma ligação do Ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas solicitando a presença do prefeito Airton Garcia em Brasília para discutir a questão da obra do DNIT. A obra citada pelo ministro é a execução de um viaduto para a transposição da via férrea na Praça Itália, avaliada em cerca de R$ 15 milhões. 

Confusão – Se dentro do Paço Municipal o clima era de alegria e cordialidade, do lado de fora a situação foi bastante tensa. Manifestantes contrários ao Governo do presidente Jair Bolsonaro e favoráveis se confrontaram. O “confronto” já era previsto, segundo áudios que circularam nas redes social, na noite desta sexta-feira. Um manifestante contra Bolsonaro sofreu lesões no nariz durante a confusão. O vereador Leandro Guerreiro, também estava no meio da confusão a favor dos simpatizantes do presidente Bolsonaro. Os manifestantes a favor da visita da ministra rasgaram os cartazes do grupo contrário, tiram bandeiras e, em outro momento, m homem jogou o celular de uma mulher que estava filmando a ação no chão. Toda a confusão foi acompanhada e filmada pela imprensa presença. Os manifestantes a favor de Bolsonaro em dado momento, começaram a jogas ovos e tomate nos manifestantes contrários. As cenas transmitidas ao vivo pela rede social, foram lamentáveis. Apesar da grande presença de policiais militares e guardas municipais em frente e ao em torno do paço, não houve em nenhum momento a intervenção dos mesmos na confusão. 

 

 



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo