NESTA SEGUNDA-FEIRA (21/10) OS RADARES MÓVEIS ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 - Av. Comendador Alfredo Maffei (bairro/centro) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H; 

RADAR 2 - Av. Bruno Ruggiero Filho (shopping/rodovia) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H; 

RADAR 3 - Rua Miguel Petroni (bairro/rodovia) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H.

O Conselho Municipal da Comunidade Negra de São Carlos e o Coletivo de Mulheres Negras, divulgou pelas redes sociais uma nota de repúdio contra as denúncias de racismo sofridas por uma servidora pública municipal da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida.  O caso se tornou público nesta quarta-feira e um boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia da Defesa da Mulher. Acompanhe abaixo a nota de repúdio na íntegra.  

"O Conselho Municipal da Comunidade Negra de São Carlos e o Coletivo de Mulheres Negras vem a público repudiar episódio de crime de racismo praticado nesta tarde, dia 10/07/19, por cargo político da Secretaria da Pessoa com Deficiência, Sra. Carla Campos, contra servidora da mesma secretaria. Em razão da gravidade dos fatos relatados e da responsabilidade deste Conselho e da Comunidade negra de São Carlos no combate permanente de práticas de racismo, solicitamos medidas urgentes da Prefeitura Municipal de São Carlos a fim de que medidas cabíveis sejam tomadas. Cabe salientar, que esse caso será amplamente divulgado e acompanhado por todos os movimentos negros de norte a sul do Brasil."

Notícias Relacionadas:

Chefe de Secretaria é acusada de racismo por servidora pública

Prefeito diz que denúncia contra chefe precisa ser melhor apurada e tenta amenizar polêmica



Comentário(s) 

0
Aécim Pódemais | 12 Julho 2019
No mínimo , tem que exonerar essa racista , depois processa-la para que nunca mais ocupe cargo público em lugar nenhum da galáxia.