NESTA QUINTA-FEIRA (18/7) OS RADARES MÓVEIS ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 – AVENIDA COMENDADOR ALFREDO MAFFEI (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 2 - AVENIDA GETÚLIO VARGAS (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 3 - AVENIDA MORUMBI (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H.

O prefeito Airton Garcia em entrevista à Radio São Carlos na manhã desta quinta-feira (11), que a denúncia de racismo e assédio moral, registrado em boletim de ocorrência, contra a chefe de gabinete da Secretaria da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, Carla Campos, precisa ser melhor apurada.

O prefeito chegou a insinuar que o “negócio era furado e que não teria ocorrido nada”. A denúncia foi feita por uma servidora de carreira e outra funcionária terceirizada na Delegacia de Defesa da Mulher e foi acompanhada pelo presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais e Autárquicos de São Carlos (SINDSPAM), Adail Alves de Toledo.

O sindicato inclusive já colocou à disposição da servidora e da funcionária, o seu Departamento Jurídico.   

Na entrevista que foi dada ao radialista Antônio Carlos Tucura, Airton deixou transparecer que estava defendendo a chefe que ocupa um cargo político no Governo.

Airton também falou que ele não irá se meter em “briguinhas de funcionários e se ficar correndo atrás disso não trabalha”. “Prefiro não gastar muito tempo com isso não”, completou o prefeito.

Ao ser interpelado pelo apresentador do programa, Airton disse que iria verificar com calma o ocorrido.

Notícia Relacionadas: Chefe de Secretaria é acusada de racismo por servidora pública

 



Comentário(s) 

+2
cesar | 11 Julho 2019
Isso o Boné tem razão, perder tempo com os funcionários, fica no Bar da Vila Nery, lá não isso não acontece. kkkkkkkk
Pior gestor da história, não fez o mínimo e não fará, tudo com o aval da pior legislatura da câmara municipal, vamos trocar todosss.
Sistema Organização Contabil
Fóvea