NESTA SEGUNDA-FEIRA (20/08) OS RADARES MÓVEIS ESTARÃO NAS SEGUINTES VIAS: 

RADAR 1 - RUA MIGUEL PETRONI (CENTRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 2 – RUA RAY WESLEY HERRICK (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H; 

RADAR 3 – RUA DR. MARINO DA COSTA TERRA (CENTRO/BAIRRO) – VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H.

Os vereadores aprovaram na tarde desta terça-feira (15) as contas do ex-prefeito Paulo Altomani (PSDB) referentes a 2014. Mesmo com o parecer contrário do Tribunal de Contas do Estado que mostrou que o ex-prefeito não realizou o depósito integral dos precatórios junto ao Tribunal de Justiça (TJ-SP) e não recolheu integralmente o INSS patronal, Pasep e parcelamento da Receita Federal, não editou o plano de gestão integrada de resíduos sólidos, abriu crédito adicionais suplementares com amparo em excesso de arrecadação inexistente e fez intercâmbio irregular dos recursos do ensino, além de apontar divergências entre os valores registrados no setor de dívida ativa e os valores lançados pela contabilidade, entre outras irregularidades, 14 vereadores foram favoráveis a aprovação das contas. O resultado livra Altomani das punições estabelecidas para o agente público com as contas reprovadas (ficar inelegível por 8 anos).

O vereador João Muller elaborou um parecer favorável a Altomani. Nele, o vereador enfatizou que o Tribunal de Contas é um órgão auxiliar das Câmaras Municipais na aprovação de contas. “Respeito o parecer técnico do Tribunal de Contas, mas há a necessidade de uma análise política. Fui adversário político do ex-prefeito Paulo Altomani, mas não podemos analisar apenas o fato do atraso em três depósitos das competências do INSS, outros itens relacionados à Educação e à Saúde foram cumpridos”, destacou. O vereador Roselei Françoso (Rede), que apresentou relatório contradizendo o documento preparado por Muller, citou durante sua fala na Tribuna alguns episódios polêmicos da gestão Altomani para justificar o voto que seguiu o parecer o Tribunal de Contas pela rejeição.

Os vereadores que foram a favor de Altomani são os seguintes:

Azuaite França (PPS)

Cidinha do Oncológico (SD)

Edson Ferreira (PRB)

João Muller (MDB)

Julio Cesar (DEM)

Laíde Simões (MDB)

Lucão Fernandes (MDB)

Kíki (DEM)

Malabim (PTB)

Marquinho Amaral (PSDB)

Moisés Lazarine (DEM)

Rodson Magno (PSDB)

Robertinho Mori (PSDB)

Sérgio Rocha (PTB)

Contrários a Altomani

Chico Loco (PSB)

Dimitri Sean (PDT)

Elton Carvalho (PSB)

Gustavo Pozzi (PR)

Leandro Guerreiro (PSB)

Paraná Filho (PSB)

Roselei Françoso (Rede)



Comentário(s) 

+4
leitor assíduo | 16 Maio 2018
Há cheiro de lambança no ar. Os vereadores que rejeitaram o parecer do Tribunal de Contas e aprovaram as contas de altomani precisam justificar o voto. Dizem que rolou jabá. Será verdade?
+5
Nexus | 16 Maio 2018
V E R G O N H A ! Esses 14 sabem mais que o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo ou tem o rabo preso??????
+5
Aécim Pódemais | 16 Maio 2018
O que dizer desses que votaram para livrar a cara do pior prefeito de São Carlos? Canalhas , Canalhas , Canalhas.