OS RADARES MÓVEIS ESTARÃO EM OPERAÇÃO NESTA SEXTA-FEIRA (22/3) NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 – Av. Trabalhador SÃO-carlense (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 2 - Av. Trabalhador SÃO-carlense (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 3 - Av. Francisco Pereira Lopes (SHOPPING/USP) – VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H.

O ativista de São Carlos, Nelson Pereira Ramos o Nelsinho Pereira, conhecido em São Carlos por fazer postagem nas redes sociais e vídeos cobrando providências de vereadores e da prefeitura para problemas da cidade, como sujeira, buracos e atendimento médico, foi agredido na tarde desta quinta-feira (10).

Ele acusou o vereador Paraná Filho (PSB) e outras três pessoas, ainda não identificadas, como autores das agressões. A confusão começou em frente ao cemitério Nossa Senhora do Carmo e terminou dentro da base avançada da Guarda Municipal, que fica ao lado. O ativista registrou um boletim de ocorrência na Polícia Civil. O vereador negou que tenha participado do ataque, mas reconheceu que amigos e familiares agrediram Ramos.

Nelsinho narrou que estava acompanhando a limpeza do cemitério Nossa Senhora do Carmo e fazia uma transmissão pelo Facebook. Ele viu o vereador e foi cobrá-lo sobre podas de árvores que ele tinha solicitado meses atrás. Ainda segundo ele, o vereador passou a ofendê-lo e deu um tapa em seu celular, que caiu no chão. Ao abaixar para pegar o aparelho, o aposentado foi atingido por um chute.

"Ele não gostou da minha cobrança e ali me agrediu verbalmente e fez até ameaças. Meu celular quebrou a tela e nisso ele começou a me ofender", disse. Pereira conta que foi até a base da Guarda Civil Municipal, na Praça Independência, para se informar de como poderia fazer um B.O. e, quando estava sendo atendido, o vereador entrou com mais três pessoas que passaram a agredi-lo com socos e chutes.

Os agressores foram contidos pela guarda municipal que fazia o atendimento e foram embora. O celular da vítima sumiu. Ele foi atendido na UPA do Santa Felícia e irá fazer exames de corpo de delito no Instituto Médico Legal. No boletim de ocorrência, o relatório da GCM confirma que o vereador e mais três homens agrediram o aposentado com chutes e socos. 

Vereador nega agressões 

Em nota, o vereador relata que estava no Cemitério Municipal Nossa Senhora do Carmo acompanhando o velório de seu concunhado, Alexandro Bernardo da Silva, que foi assassinado na madrugada da última quarta-feira (09), no bairro Cidade Aracy. 

Paraná Filho explica ainda que, por volta das 10h30 desta quinta-feira (10), foi abordado pelo morador Nelson Pereira, que teria colocado o celular em seu rosto para gravar, enquanto o agredia verbalmente em frente aos seus familiares. 

O pedido de Nelson era que o vereador justificasse porque ainda não haviam retirado duas árvores na rua Santa Gertrudes na Vila Izabel. Em resposta, o vereador teria argumentado que o requerimento já havia sido feito e aprovado pelo Plenário da Câmara Municipal e endereçado ao Departamento de Áreas Verdes da Secretaria Municipal de Serviços Públicos.  

Ainda segundo Paraná Filho, mesmo com a resposta, o morador continuou “dançando e rebolando” e “satirizando o fato de ter gravado um vídeo de minha pessoa”. Minutos depois, o vereador conta que escutou gritos e percebeu que algumas pessoas que estavam no velório corriam atrás de Nelson, que entrou na Base Avançada da Guarda Municipal. 

“Quando entrei no local, Nelson estava em luta corporal com algumas pessoas e quando tive oportunidade, o imobilizei e tirei as demais pessoas que estavam em luta corporal com ele”, relata. O vereador enfatiza ainda que “em nenhum momento lhe agredi ou fiz com que lhe agredissem ou mesmo pactuei com que lhe agredissem” e afirma que é contra todo e qualquer tipo de violência. (Com informações do Portal G1 São Carlos)



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo