NESTA SEGUNDA-FEIRA (17/08) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 - AVENIDA COMENDADOR ALFREDO MAFFEI (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 2 - AVENIDA DR. HEITOR JOSÉ REALLI (BAIRRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 3 - RUA RUI BARBOSA (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 40 KM/H.

Moradores do Jardim Embaré vinham enfrentando um verdadeiro pesadelo depois que vários jovens resolveram “invadir” o  lotamento Arcoville para se reunir em tempos de pandemia de COVID-19.

O loteamento, que ainda não foi liberado para construção, vem sendo usado para promover rachas, regados a música alta e bagunça. 

A baderna acontece desde o fim do ano passado, mas piorou absurdamente na quarentena, segundo moradores do bairro.

“Acontece algumas noites durante a semana, mas não todos os dias, mas nos fins de semana, é praticamente uma rave, o som e a bagunça é absurda e começa na sexta e vai até no domingo de noite, uma falta de respeito com os moradores”, disse uma moradora do local há dez anos. 

Nesse domingo, 5, o encontro recomeçou as 10 da manhã e só terminou às 17h30 com intervenção da Guarda Municipal.

“Semana passada um casal veio ver um terreno que estou vendendo nesse loteamento e desistiu da compra por conta da música alta e o barulho de racha dos carros,  é revoltante”, afirmou um dono de imóvel.

Um outro morador, que mora no bairro há pouco mais de um ano complementa: “Nós já passamos muito nervoso com o barulho de um povo que vem fazer festa e bagunça aqui nas várias casas de aluguel para fim de semana, agora também tem que lidar com essa falta de respeito no bairro vizinho.”

A presidente da associação do Jardim Embaré iniciou um contato com os proprietários do loteamento Arcoville com a intenção de verificar a  possibilidade de se erguer cercas  no local até a liberação para construção, mas ainda não houve uma resposta.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo