NESTA SEXTA-FEIRA (28/02/2020) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 - AVENIDA HENRIQUE GREGORI (BAIRRO/SHOPPING) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 2 - AVENIDA HENRIQUE GREGORI (SHOPPING/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 3 - AVENIDA BRUNO RUGGIERO FILHO (BAIRRO/SHOPPING) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H.

 

 

.

O interior do Estado fechou o ano de 2019 com reduções nos indicadores de casos e vítimas de homicídios e latrocínios. Todos as modalidades de roubos e de furtos, além das extorsões mediante sequestro, também caíram. O balanço foi divulgado pela Secretaria da Segurança Pública na última sexta-feira (24).

Os casos homicídios dolosos recuaram 2,9% no ano, passando de 1.608 para 1.562 registros. No indicador de vítimas a queda foi de 2,6%, com 1.626 casos em 2019. São os menores totais das séries históricas, iniciadas em 2001.

Com os resultados, as taxas anuais reduziram para 6,70 ocorrências e 6,97 vítimas de mortes intencionais para cada grupo de 100 mil habitantes. Os índices são os menores da série histórica.

As ocorrências de latrocínios recuaram 30,3%. Foram 85 ocorrências no ano passado, contra 122 em 2018. No indicador de vítimas de roubos seguidos de morte a queda foi de 30,7%, já que o total passou de 127 para 88. É a menor quantidade da série histórica e a primeira vez que o indicador fica abaixo de 100.

No mesmo período, o interior teve aumento de 4,8% nos casos de estupros, que tiveram 333 registros a mais em 2019. Já as extorsões mediante sequestro reduziram de seis para dois, ou seja, quatro ocorrências a menos.

Roubos e furtos

O interior apresentou redução em todas as modalidades de roubos. Os roubos em geral recuaram 11,4%, com 7.085 casos a menos – passou de 62.293 para 55.208. Os roubos a banco diminuíram 23 para cinco. As quantidades de ambos os indicadores são as menores da análise histórica.

Nos roubos de veículo a redução foi ainda maior. Com 10.897 ocorrências no ano passado, ante 13.534 no ano de 2018, a queda foi de 19,5% ou de 2.637 em números absolutos. A quantidade é a menor da série histórica.

Nos últimos doze meses, os roubos de carga também diminuíram. Com 18%, o total passou de 2.108 no ano de 2018 para 1.729 em 2019.

A tendência de queda se estendeu para furtos de veículos e em geral, que caíram 11,6% e 5%, respectivamente. O primeiro passou de 35.772 para 31.623, enquanto o segundo indicador foi de 238.815 para 226.787. Os dois totais são os menores da análise histórica do período.

Outros indicadores

O trabalho das polícias paulistas no Estado, no ano passado, resultou em 125.488 prisões. O número, que representa um aumento de 4,24%, é recorde na série histórica. É a primeira vez que o indicador fica acima de 121 mil.

No mesmo período, houve apreensão de 8.232 armas de fogos ilegais. Também foram registrados 33.125 flagrantes por tráfico de drogas.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo