NESTA QUINTA-FEIRA (23/01/2020) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 - RUA MIGUEL PETRONI(RODOVIA/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 2 – RUA MIGUEL PETRONI (CENTRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 3 – AVENIDA COMENDADOR ALFREDO MAFFEI (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H.

Uma jovem de 20 anos morreu na noite desta quarta-feira (04), após um acidente de trânsito envolvendo uma moto, carro e ônibus no Jardim Bandeirantes. Jhenifer Daniela Fortes, era garupa da moto e acabou sendo atropelada após uma queda.

O acidente aconteceu a noite. Jhenifer ocupava a garupa da moto Honda CG Fan 150, Prata, placa de São Carlos, pilotada por um amigo de 24 anos. Os dois estavam a caminho da faculdade pela rua Miguel Petroni, o piloto ao tentar ultrapassar um carro acabou atingido pelo mesmo, ele então perdeu o controle da moto e sofreu a queda na via.

Segundo consta os dois ocupantes da moto foram arremessados para baixo do ônibus, a jovem foi atropelada pela roda traseira esquerda vindo atingir sua região abdominal. O piloto da moto também se feriu na queda.

O SAMU foi acionado e socorreu as duas vítimas para a Santa Casa, infelizmente Jhenifer não resistiu aos graves ferimentos e morreu.

O local do acidente foi preservado por equipes da Polícia Militar para o trabalho da perícia. No Plantão Policial o caso foi registrado como acidente de trânsito com vítima fatal.

Segundo consta, Jhenifer Daniela Fortes era estudante do curso de Ciências Contábeis, e a fatalidade gerou grande comoção em sua página nas redes sociais. Seu corpo está sendo velado no Velório Municipal e o enterro está marcado para às 16hs no Cemitério Nossa Senhora do Carmo.



Comentário(s) 

0
WRossi | 05 Dezembro 2019
Gente precisa corrigir esta noticia, a roda do ônibus que atropelou a moça, foi a traseira esquerda, portanto, o ônibus estava na frente do motociclista, na hora de impacto com o carro, os dois: motorista e garupa foram arremessados para baixo do ônibus. Se o ônibus estivesse atrás, seria a roda da frente, óbvio.