NESTA SEGUNDA-FEIRA (17/12/18) OS RADARES MÓVEIS ESTARÃO NAS SEGUINTES VIAS: 

RADAR 1 – RUA MIGUEL PETRONI, 338  - CENTRO/BAIRRO - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H; 

RADAR 2 – AVENIDA JOÃO DE GUZZI X RUA MARCOS VINÍCIUS DE M. MORAES  - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 3 – AVENIDA TRABALHADOR SÃOCARLENSE, OPOSTO 1130, RODOVIÁRIA/USP - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 M/H.

 

Bandidos fortemente armados, tentaram explodir o cofre da agência central da Caixa Econômica Federal em São Carlos na madrugada desta quarta-feira (5). Segundo a Polícia o grupo fugiu sem levar o dinheiro. Uma pessoa ficou levemente ferida.

De acordo com a PM, ao menos dez homens participaram da ação, mas o número ainda não foi confirmado.

Armados e com coletes a prova de balas, eles chegaram à agência por volta das 4h e fizeram vários disparos na fachada do banco localizado na Rua Conde do Pinhal.

Dentro da agência, eles tentaram explodir o cofre, mas não conseguiram abri-lo para retirar o dinheiro.

"Segundo o chefe da segurança, eles não conseguiram levar nada. Os caixas eletrônicos estão intactos", disse o capitão da PM Paulo Roberto Nucci Junior. Mais tarde, chegou a informação de que vários malotes de penhor que estariam no interior do cofre explodido da agência foram levados pelos bandidos. 

Durante a manhã, agentes do Departamento da Polícia Federal de Araraquara/SP, juntamente com investigadores e o delegado titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de São Carlos, realizaram uma nova perícia no interior da agência bancária junto com funcionários do local, e foi constatado o furto de diversos malotes contendo joias e demais pertences que estariam no interior do cofre explodido pelos criminosos no setor de penhor do estabelecimento bancário, cujo qual é gerenciado por uma equipe da Caixa Econômica Federal de Piracicaba/SP, e até o momento, não se tem detalhamento sobre o valor que estaria avaliado todo material levado pelo bando.

Os hóspedes de um hotel que fica próximo à agência acordaram assustados com os tiros e explosões. O segurança do hotel saiu para ver o que estava acontecendo, quando um dos assaltantes fez um disparo na direção dele. O tiro atingiu uma fachada de vidro do hotel e os estilhaços atingiram o recepcionista do hotel, que sofreu ferimentos leves.

Como o crime envolve uma agência federal, a Polícia Federal vai assumir as investigações.

 

 



Comentário(s) 

+1
cesar | 08 Dezembro 2018
Enquanto ficarem com a política de arrecadar, apenas multando e recolhendo carros, os bandidos vão tomar conta. Em pleno centro da cidade fazem isso e nosso sistema de segurança não fazem nada ou sequer passam por perto, sinal que está totalmente errado o sistema de segurança da cidade.
+1
cidadão indignado | 06 Dezembro 2018
Onde estava a polícia? Provavelmente, no quartel ! Ué, polícia não deveria estar sempre patrulhando a cidade? Guarda Municipal, Polícia Militar, segurança particular. Todos ausentes, enquanto a cidade fica à mercê de assaltantes, bandidos,
nóias e pivetes.
Não custa perguntar. Por que pagamos tributos, mesmo? Eita que o Brasil e os brasileiros estão à mercê da própria sorte!