NESTA QUARTA-FEIRA (05/08) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 - RUA MIGUEL PETRONI (RODOVIA/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 2 - RUA MIGUEL PETRONI (CENTRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 3 - RUA RAY WESLEY HERRICK (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H.

Esperar com paciência, agir com rapidez. O antigo provérbio chinês sintetiza o desafiador cenário que se apresenta em 2020, com a evolução da pandemia da Covid-19. O acachapante enfraquecimento da economia mundial face à quarentena produz o extrato já aguardado no cenário do turismo brasileiro, que aponta para um recuo na casa dos 40% em seu faturamento, segundo mais recente estudo da Fundação Getúlio Vargas sobre o setor, que gerou R$ 270 bilhões em 2019. 

Brotas, que tem a segunda maior fonte de arrecadação na atividade turística, vive dias de expectativa. Panorama muito diferente de 2018, ano em que apresentou crescimento duas vezes maior que a média mundial no segmento e arrecadou R$ 1 milhão em ISS – Imposto Sobre Serviço Turístico. 

Esmorecer por conta da pandemia e seus reflexos, no entanto, está fora de questão. Brotas é, irrefutavelmente, exemplo no conjunto de ações que desenvolve – e que traz resultados imediatos – para superar este infausto capítulo na história da humanidade. 

Feitos estes que são produto da atuação sinérgica entre o empresariado e o setor público. A força-tarefa estabelecida pela gestão municipal, por exemplo, dá transparência e estimula a população a cumprir a todas as recomendações para evitar o contágio. Positivamente, Brotas está em um cenário muito diferente da sua região, que se encontra na fase vermelha do Plano São Paulo, a linha máxima implementada pelo governo estadual nas restrições de funcionamento de estabelecimentos comerciais. 

Enquanto o abrandamento do isolamento social tem diversos desdobramentos regionais, as iniciativas direcionadas ao planejamento do futuro pós-pandemia na estância turística tomam forma. A principal delas, inédita no Brasil, é o protocolo sanitário voltado especificamente para as atividades de aventura. Estruturado pela força-tarefa de enfrentamento à Covid-19 em Brotas, o conjunto de normas traz segurança aos colaboradores e aos clientes de empresas que oferecem atrativos como rafting, boia cross e tirolesa. Orientação, higienização e distância segura são os três pilares deste tratado pela saúde, muito bem recebido pelos empresários do setor e sua força de trabalho. 

Confiantes na retomada forte do setor, aguardada ainda para este ano, no último trimestre, a cadeia de serviços de Brotas e a administração pública enxergam dois comportamentos que o turista deve adotar nas suas primeiras viagens e que estão perfeitamente alinhados às realidades de quem visita a cidade: 1) deslocamentos curtos, via terrestre; 2) necessidade de contato com a natureza. 

Deslocamentos de carro continuarão a ser a opção mais viável na próxima fase, conforme já é recomendado por autoridades de saúde. Os caminhos que levam a Brotas estão entre as rodovias mais seguras conforme ranking da CNT – Confederação Nacional de Transportes. A principal delas, a SP 225 – Engenheiro Paulo Nilo Romano, é a terceira melhor do Brasil, no levantamento publicado em 2019, isso sem mencionar as belas paisagens e cuestas que o motorista já contempla enquanto se aproxima do seu destino. O carro, aliás, segundo pesquisa feita em 2018, é o meio de transporte para 90% dos visitantes da cidade. 

A busca pela natureza, além da comodidade em deslocamentos rápidos de quem vem da Região Metropolitana de São Paulo, Campinas, Bauru, São Carlos e Araçatuba, ocorre em recortes diferentes. A necessidade de descanso, tranquilidade e de contemplar a natureza é o que atrai 48% dos turistas em Brotas. A outra metade procura as atividades de aventura. Todos eles encontram, no final, as belezas naturais das serras, nascentes, vales e uma concentração de cachoeiras com quedas dos mais diversos formatos. 

Brotas está preparada, à espera de seus visitantes. Em breve, terá outra novidade, um guia virtual que poderá ser acessado por dispositivos móveis para que o turista tenha toda informação na palma da mão para aproveitar ao máximo a sua estada. A capital nacional do turismo de aventura irá superar esta fase com todo o potencial para oferecer uma experiência inesquecível aos visitantes. 

*Fabio Pontes é secretário de Turismo de Brotas



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo