NESTA SEGUNDA-FEIRA (24/02/2020) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 - AVENIDA COMENDADOR ALFREDO MAFFEI (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 2 - AVENIDA COMENDADOR ALFREDO MAFFEI (BAIRRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 3 - AVENIDA BRUNO RUGGIERO FILHO (SHOPPING/ BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H.

 

 

.

Passaporte carimbado! A Seleção Brasileira está garantida na disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Neste domingo (9), a equipe comandada por André Jardine venceu o clássico com a Argentina por 3 a 0, pela última rodada do Torneio Pré-Olímpico, na Colômbia, e confirmou vaga na competição que será disputada em julho deste ano. Paulinho e Matheus Cunha (duas vezes) marcaram os gols do triunfo.

O Brasil termina a campanha do Torneio Pré-Olímpico invicto. Na fase de grupos, quatro vitórias: diante de Peru, Uruguai, Bolívia e Paraguai. No quadrangular final, empates com Colômbia e Uruguai, e a vitória desta noite diante dos argentinos. Com cinco pontos, a Canarinho ficou no segundo lugar.

Brasil e Argentina são os representantes da Conmebol no futebol masculino das Olimpíadas. Além dos sul-americanos, outras 12 seleções já estão classificadas: Japão (anfitrião), França, Alemanha, Espanha, Romênia (representando a Europa), Nova Zelândia (da Oceania), Egito, Costa do Marfim e África do Sul (representando a África), Arábia Saudita, Coreia do Sul e Austrália (representando a Ásia). Faltam apenas duas vagas para completar os 16 países participantes, que serão conhecidos após o Pré-Olímpico da Concacaf, no fim de março.

O jogo

Logo após o apito inicial da partida, a Argentina ensaiou um controle das ações, com Mac Allister cobrando falta com perigo aos dois minutos. Mas, na sequência, a Seleção Brasileira mostrou que estava bem preparada para buscar a vaga em Tóquio. A equipe de André Jardine se lançou ao ataque e o primeiro gol saiu aos 12 minutos. Pedrinho deu ótimo passe para Paulinho, que dominou bem e finalizou no canto direito do goleiro Cambeses para fazer 1 a 0. Aos 22, após boa troca de passes no ataque, Caio Henrique cruzou rasteiro para Matheus Cunha, que chutou de primeira no travessão dos hermanos. Mas, seis minutos depois, o camisa 9 não deixou a chance passar. Após Nehuén Pérez errar o recuo de cabeça do meio do campo, Matheus Cunha encobriu o goleiro e tocou para o gol. Pérez voltou e conseguiu salvar em cima da linha, mas a bola sobrou limpa para o brasileiro fazer 2 a 0. Antes do intervalo, o artilheiro quase marcou mais um ao chutar cruzado e ver a bola sair rente à trave esquerda argentina.

Atrás no placar, a Argentina voltou para o segundo tempo e esboçou uma reação. Aos dois minutos, Mac Allister recebeu cruzamento e tocou para Álvarez, que viu Caio Henrique aparecer bem para fazer o corte. Mas não demorou para o Brasil voltar a ter o domínio do jogo. Tanto que, aos nove, Guga cobrou lateral e encontrou Matheus Cunha. O camisa 9 tabelou com Reinier e chutou cruzado para o gol: 3 a 0. Seguindo no campo de ataque, a Canarinho ainda criou boas chances até o fim do jogo. Três delas com Paulinho, parado em duas defesas de Cambeses e no travessão, já aos 45 minutos. Administrando a vantagem até o fim, o Brasil comemorou a classificação ao apito final.

Brasil: Ivan, Guga, Ricardo Graça, Bruno Fuchs e Caio Henrique; Matheus Henrique, Bruno Guimarães e Pedrinho (Bruno Tabata); Reinier (Pepê), Matheus Cunha (Maycon) e Paulinho. Técnico: André Jardine.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo