Imprimir esta página

Centenas de pessoas participaram no domingo (20/10), da Corrida e Caminhada Rosa realizada pelo Fundo Social de Solidariedade dentro da programação do Outubro Rosa 2019. O evento também reuniu uma série de serviços voltados à prevenção, bem estar e informações diversas na Arena Rosa montada no Parque do Kartódromo.

“Mais uma vez o Outubro Rosa foi um sucesso. A adesão da população é bastante importante para a divulgação das informações sobre a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de mama. Reunimos inúmeros parceiros para falar sobre a doença. Estamos trabalhando nos pilares apontados pelo INCA e o Ministério da Saúde para o controle da doença: prevenção primária, detecção precoce e mamografia”, comentou Lucinha Garcia, presidente do Fundo Social de Solidariedade.

O Brasil tem uma incidência alta de câncer de mama. Segundo dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer), o país tem uma taxa de 62,9 casos por 100 mil mulheres (taxa padrão utilizado mundialmente). A boa notícia é que a taxa de mortalidade é baixa em relação ao outros países, ficando em 13 por 100 mil. Ainda de acordo com o INCA, são estimados 59.700 casos novos de câncer de mama em 2019.

“Hoje, o câncer de mama é um dos cânceres de mais incidente na nossa população. Esse movimento do Outubro Rosa é importante para conscientizar a população da importância do diagnóstico precoce e da prevenção. O diagnóstico na fase inicial garante maiores chances de cura”, disse o médico Raul Borges Filho, da Atom Clínica e Diagnóstico que também participou do evento.

A médica radiologista Luciana Buffa Verçosa, que também esteve no Arena Rosa, falou sobre a mamografia e o autoexame. “A mamografia é indicada para todas as mulheres a partir dos 40 anos. Já o autoexame é um momento especial onde à mulher pode conhecer o próprio corpo e eventualmente detectar alguma alteração nas suas mamas. Se notar alguma alteração a mulher deve procurar o especialistas para ele verificar do que se trata”, informou a médica.

A corredora e professora da UFSCar, Aline Sommerhalder, ficou em 3º lugar na classificação geral da corrida e aprovou a iniciativa. “É uma ação da Prefeitura muito positiva, importante porque ajuda a conscientizar a população sobre o que é o câncer de mama, a importância do exame preventivo para as mulheres”, disse ela.

A aposentada Ana Camargo também esteve na caminhada. Ela teve câncer de mama em 2002 e hoje está curada. Atualmente integra um grupo de apoio as mulheres com a doença, o GAICAM (Grupo de Apoio Interdisciplinar de Câncer de Mama). “Ao descobrir o câncer de mama, não se apavore, o câncer tem cura, tem cura. É só procurar e fazer o tratamento direitinho e vamos lá. Estamos aqui para ajudar”, incentivou. 

Parceiros – O Fundo Social de Solidariedade contou com inúmeros parceiros para a realização do Outubro Rosa. Entre eles: Secretaria de Cidadania e Assistência Social, FESC, ACISC (Associação Comercial e Industrial de São Carlos), Instituto Mix, Maruda Eventos, Shopping Iguatemi, Estação do Circo, Ultragas, Senac, Suissa Relojoaria, UNICEP e a Casa da Amizade e Rede Feminina de Combate ao Câncer, além da Câmara Municipal, por meio da vereadora Cidinha do Oncológico. “Toda ação de conscientização seja de esporte, cultura, lazer e educação nós apoiamos. Com isso, ajudamos a levar informação a toda à comunidade”, falou Cristiane de Melo Castanho, gerente comercial da Ultragás, empresa parceria do evento.

A corrida e caminhada Rosa foram organizadas pela O.A. Eventos, a coordenação técnica foi da Raveli Sports, a realização do Fundo Social de Solidariedade (FSS) com apoio da Prefeitura de São Carlos.

 



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores
e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.