NESTA SEXTA-FEIRA (14/08) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 - RUA MIGUEL PETRONI (RODOVIA/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 2 - RUA MIGUEL PETRONI (CENTRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 3 - RUA MANOEL JOSÉ SERPA (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 40 KM/H.

No último sábado, 14, o São Carlos foi até a Arena Paulista de Rugby (no CERET, em São Paulo) para enfrentar a Engenharia Mackenzie pela última rodada da primeira fase do Paulista B. Bastante intensa e truncada desde o começo, a partida que começou às 17h40, teve placar aberto aos 8 minutos pelos donos da casa com um try sem conversão.
 
Os rinocerontes responderam aos 14 minutos com um try na ponta direita do ataque com Pedro Vicenzi, que correu desde o meio-campo sem dar chances para a defesa adversária. Luis Cameirão converteu e virou para os auri-rubros: São Carlos 7 x 5 Engenharia Mackenzie.  Após isso, o jogo se concentrou no meio-campo, com as ações ofensivas de ambas as equipes parando nas defesas e em erros do jogo de mão e penais.
 
Dessa feita, apenas aos 39 minutos houve alteração no placar: numa interceptação de bola próxima aos 22 metros do campo da Engenharia, Alexandre Bertuga saiu sozinho para cair sob o H. Cameirão, uma vez mais, converteu. O primeiro tempo, então, findava: São Carlos 14 x 5 Engenharia Mackenzie.
 
A tônica do segundo tempo não foi muito diferente da do primeiro: jogo truncado, pesado e preso ao meio-campo. O placar só foi alterado próximo a metade da segunda etapa: após um maul no line, os marinheiros diminuíram com um try não convertido. Eram passados 14 minutos de jogo. Novamente, a partida entrou no modo "guerra de trincheiras". Isso, ao menos, até faltar 10 minutos para o final: aos 31 minutos, a Engenharia ampliou com um try convertido. Era a virada dos marinheiros - São Carlos 14 x 17 Engenharia Mackenzie. Atrás do placar, o São Carlos partiu pra cima. Mas, ainda que incisivo em seus ataques, os rinocerontes não conseguiam pontuar por pequenos erros de jogo de mão. Contudo, em um penal próximo aos 10 metros do campo de ataque, Cameirão converteu para os auri-rubros e empatou a partida. Eram passados 37 minutos e faltavam três para o término do jogo. Sabendo que o empate daria a liderança para a equipe, a Engenharia manteve a bola em sua posse e, ao término do tempo regulamentar, chutou a bola para fora finalizando a partida. Fim de jogo: São Carlos 17 x 17 Engenharia Mackenzie.
 
"Foi o desafio que esperávamos, mas oscilamos na partida - algo que não havia acontecido em outros jogos. Pecamos fazendo muitos penais, principalmente no segundo tempo, e fomos punidos por essa indisciplina. Ainda assim, fomos bem na intensidade física do jogo e soubemos lidar com as adversidades territoriais", comentou Arthur Pinheiro, treinador do São Carlos. "Por fim, a equipe toda está de parabéns por esta primeira fase, que terminamos invictos, mas, agora, é focar na semifinal e jogar como se não tivesse amanhã", finalizou.
 
Com o resultado, o São Carlos terminou a primeira fase com a segunda colocação e enfrentará, no próximo dia 28 de setembro, o Tucanos pela semifinal. A partida acontecerá em São Carlos em local e horário a serem confirmados.
Ademais, o São Carlos também termina a primeira fase invicto e com a melhor defesa da competição (85 pontos sofridos em 9 jogos: 48 pontos a menos que a segunda defesa menos vazada). Também termina como o quarto melhor ataque, com 266 pontos marcados em 9 jogos.
 
O São Carlos é patrocinado pela Fisio & Cia, pelo Centro de Treinamento Espaço Saúde, pela Unicep e pelo Bar do Alex e conta com o apoio da Prefeitura Municipal de São Carlos, da Contabilidade Valverde e das Atléticas e Departamentos Esportivos da UFSCar e USP.
 
SÃO CARLOS 17 x 17 ENGENHARIA MACKENZIE
Escalação: 1 Arthur Sargentini, 2 Elton Tanis, 3 Jean Ferrarini (C), 4 Rafael Milani, 5 Felipe Santos, 6 Esteban Alvarez, 7 Octávio Gorla, 8 Jean Marc Volland, 9 Igor de Mello, 10 Alexandre Bertuga, 11 Pedro Vincenzi, 12 Glauco Anelli, 13 Luis Cameirão, 14 Flavio Batistette, 15 Raul Nunes, 16 Leonardo Carniato, 18 Ezequiel Alvarez, 19 Gustavo Moura, 20 Bruno Turci, 21 Vinicius Imato, 22 Lucas Ruiz, 23 David Camargo
 
Tries: Alexandre Bertuga e Pedro Vincenzi
Conversões: Luis Cameirão (2)
Penal: Luis Cameirão (1)
Cartão Amarelo: Gustavo Moura
 
 
 
 


Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo