NESTA SEGUNDA-FEIRA (16/09) OS RADARES MÓVEIS ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 - Rua Miguel Petroni (CENTRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H; 

RADAR 2 – Av. Francisco Pereira Lopes (USP/SHOPPING) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 3 – Av. Comendador Alfredo Maffei (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H.

Na quente tarde de sábado, 31, o São Carlos recebeu, no Campo de Água Vermelha, a equipe do ABC (Santo André) pela oitava e penúltima rodada do Paulista B 2019. Antes da partida, André Rudge, um dos fundadores da equipe, foi convidado a dar o chute inicial da partida tendo em vista sua mudança para os Estados Unidos a motivo de trabalho.
 
Com a bola efetivamente em jogo, o São Carlos dominou o jogo desde o princípio. Tanto que, já aos 2 minutos, Igor de Mello encontrou uma brecha na defesa adversária e caiu para o primeiro try da partida, que não teve conversão. São Carlos 5 x 0 ABC.
 
Além de dominar o jogo com a bola correndo, o São Carlos também se impunha nos line outs e scrums. Tanto foi que, aos 14 minutos, depois de um line cobrado pelo São Carlos sem os carneiros fazerem oposição, o pilar Arthur Sargentini fez um passe milimétrico para o segunda linha Rafael Milani ampliar para os rinocerontes com mais um try. Luis Cameirão fez a conversão. Já aos 26 minutos, após roubar um scrum dentro dos seus 22 metros, os rinocerontes avançaram até os 22 metros adversários e o segunda linha Felipe Santos fez uma bela assistência para Glauco Anelli marcar mais um try para o São Carlos. Cameirão, outra vez, converteu. O placar ficava em São Carlos 19 x 0 ABC.
 
Pouco mais de dez minutos depois, aos 39 minutos, Alexandre Bertuga, capitão da equipe, marcou seu try e garantiu o ponto bônus de ataque aos auri-rubros. E Cameirão, mais uma vez, Converteu. Era final de primeiro tempo e o placar ficava em São Carlos 26 x 0 ABC.
 
O segundo tempo começou com o São Carlos com tudo! Já no primeiro minuto, Cameirão deixou, após bela corrida por entre a defesa, fez seu try. Dessa vez, não houve conversão. O ABC, então, partiu pra cima tentando diminuir o prejuízo, mas esbarrou na melhor defesa da competição e não transformou suas ações em pontos. Quem pontuou, novamente, foi o São Carlos: aos 16 minutos, após roubada de bola num line out, os rinocerontes inverteram a bola rapidamente e Pedro Vincenzi acelerou por 30 metros sem ser parado e marcou mais um try para os donos da casa, e, aos 22 minutos, Milani arrancou desde a linha dos 10 metros de ataque, livrou-se de um marcador e caiu para seu segundo try na partida. Como ambos os tries não foram convertidos, o placar ficava em São Carlos 41 x 0 ABC. 
 
Os carneiros, então, se puseram ao ataque e, aos 31 minutos, logo após o amarelo para Raul Nunes, marcaram seu try de honra numa invertida até a ponta. Os rinocerontes, então, responderam com dois tries: o primeiro, aos 34 minutos, aconteceu após grande avanço de Flávio Batistette pela lateral esquerda e passe deste para Anelli, com tranquilidade, apoiar a bola para mais um try; o segundo, aos 37 minutos, também foi marcado por Anelli, que avançou por mais de 60 metros desde o campo de defesa antes de cair no ingoal. Bertuga converteu o primeiro desses dois tries e não houve mais nenhuma alteração do placar: São Carlos 53 x 5 ABC.
 
A vitória consolidou o São Carlos como mandante durante as semifinais e, no próximo dia 14 de setembro, a equipe embarca pra São Paulo para enfrentar o Engenharia Mackenzie no duelo que definirá o líder da primeira fase do Paulista B.
 
"Fizemos exatamente o que foi treinado, o que foi positivo: tínhamos que pontuar muito e evitar tomar try e, então, acho que cumprimos o nosso objetivo. Agora, é um jogo de cada vez... Esse jogo acabou e, na terça-feira, temos que treinar muito duro por que ainda tem um jogo pela primeira fase e não vai ser fácil", declarou Arthur Pinheiro, treinador do São Carlos. Questionado sobre as lesões que vem assolando a equipe, Pinheiro declarou: "Esse tem sido um ano atípico, no qual temos sofrido com mais lesões que em anos anteriores. Mas estamos consigo nos virar bem: o pessoal que está chegando vem dando conta e o pessoal que está inteiro vem superando as dores que acompanham os treinos e jogos - do jeito que deve ser", finalizou.
 
O São Carlos é patrocinado pela Fisio & Cia, pelo Centro de Treinamento Espaço Saúde, pela Unicep e pelo Bar do Alex e conta com o apoio da Prefeitura Municipal de São Carlos, da Contabilidade Valverde e das Atléticas e Departamentos Esportivos da UFSCar e USP.

SÃO CARLOS 53 x 5 ABC
Escalação: 1 Arthur Sargentini, 2 Elton Tanis, 3 Leonardo Carniato, 4 Rafael Milani, 5 Felipe Santos, 6 Esteban Alvarez, 7 Octávio Gorla, 8 Jean Marc Volland, 9 Igor de Mello, 10 Alexandre Bertuga (C), 11 Pedro Vincenzi, 12 Glauco Anelli, 13 Luis Cameirão, 14 Flavio Batistette, 15 Raul Nunes, 16 Jean Ferrarini, 17 Vitor Marcato, 19 Gustavo Moura, 20 Gabriel Nunes, 21 Lucas Ruiz
 
Tries: Alexandre Bertuga, Glauco Anelli (3), Igor de Mello, Luis Cameirão, Pedro Vincenzi e Rafael Milani (2)
Conversões: Alexandre Bertuga e Luis Cameirão (3)
Cartão Amarelo: Raul Nunes


Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo