NESTA SEXTA-FEIRA (14/12/18) OS RADARES MÓVEIS ESTARÃO NAS SEGUINTES VIAS: 

RADAR 1 – RUA CORONEL JOSÉ AUGUSTO DE OLIVEIRA SALLES, PRÓXIMO AO SESI - CENTRO/BAIRRO - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H; 

RADAR 2 – RUA CORONEL JOSÉ AUGUSTO DE OLIVEIRA SALLES, PRÓXIMO AO SESI - BAIRRO/CENTRO - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H; 

RADAR 3 – AVENIDA GETÚLIO VARGAS OPOSTO AO GINÁSIO MILTON OLAIO FILHO - CENTRO/BAIRRO - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 M/H.

 

 

A luta dos trabalhadores na Electrolux garantiu  mais uma conquista importante para o Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos e região, que fechou acordo da campanha salarial na Electrolux, após mobilização e paralisações na produção.

No domingo, 22 de outubro, foi realizada na sede da entidade, assembleia com os metalúrgicos na Electrolux, no qual aprovaram a proposta de reajuste salarial de 3,33% (Inflação + Aumento real)  para a data-base 2017, mais 10% no valor do ticket alimentação. 

Para o presidente do Sindicato Erick Silva, a conquista do reajuste salarial na Electrolux só foi possível pela mobilização dos trabalhadores. “Os trabalhadores na Electrolux estão de parabéns pela unidade. Essa é uma vitória para todos os trabalhadores na Electrolux e para a direção do Sindicato. No restante da categoria, estaremos realizando assembleias de mobilização para pressionar os patrões, continuamos na luta”, declarou Erick Silva.

CAMPANHA SALARIAL: Mobilizações prosseguem

 A campanha salarial 2017 continua em toda a base, assembleias de mobilização estão sendo realizadas para pressionar os patrões.

Nas negociações intermediadas pela FEM-CUT/SP (Federação dos Sindicatos de Metalúrgicos da CUT São Paulo), alguns grupos patronais têm optado por “esfriar” as negociações com objetivo de não assinar a Convenção Coletiva de Trabalho e assim, a partir de 11 de novembro, data em que  o Código Patronal (Reforma Trabalhista) passa a vigorar, retirar os direitos da categoria. Porém, os metalúrgicos do Estado  reafirmam resistência na campanha. 

A data-base da categoria é 1º de setembro, e estão em campanha pela FEM-CUT/SP no Estado de São Paulo, aproximadamente 198 mil metalúrgicos/as.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo