NESTA QUARTA-FEIRA (05/08) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 - RUA MIGUEL PETRONI (RODOVIA/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 2 - RUA MIGUEL PETRONI (CENTRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 3 - RUA RAY WESLEY HERRICK (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H.

Alargar fronteiras estéticas, criativas e culturais guiam a concepção do universo sonoro de Mundi, quinto álbum da banda ATR, produzido com o apoio do programa Natura Musical. Nessa volta ao mundo, o itinerário traz à tona parcerias musicais firmadas ao longo de uma década de trajetória. Artistas como Carolina Camacho (República Dominicana), Billy Pilgrim (EUA), Vox Sambou (Haiti/Canadá), Michu Mendez (Argentina) e os brasileiros Luedji Luna e Donatinho fazem parte desse roteiro.

Além de sua conhecida discografia instrumental, o trio, formado em São Carlos, sempre buscou expandir suas referências e combinações sonoras ao fazer parcerias com vocalistas como Liniker, Tássia Reis, Linn da Quebrada e Sara Donato. Com base nessa diversidade musical, Mundi propõe um mergulho estético que explora o vasto universo da música eletrônica e da música Pop, já características do grupo, junto à contribuição das particularidades musicais e vocais de cada artista convidado, com o intuito de conduzir o ouvinte por diferentes lugares do globo, passando por distintos contextos sociais, políticos e culturais que têm na música o ponto comum de conexão.

Batom é o segundo single do disco e será lançado na sexta-feira, 3 de julho, com a participação da cantora e compositora baiana Luedji Luna.

Com referências que perpassam por Mayra Andrade, Fanta Konatê, Sara Tavares e Afro B, a faixa representa uma passagem da estética eletrônica pela África nesse giro pelo globo sugerido pelo álbum. Em clima de romance e desejo, a letra e melodia de Luedji traz essa atmosfera de sedução em meio à mescla de sonoridades com a música africana contemporânea, como Afrojazz e Afrohouse, o Pop e a MPB, além dos elementos orgânicos de percussão, piano e violão propostos pelo trio. O trabalho é um convite irrecusável e provocativo para dançar junto porque “a vontade reprimida é a morada da loucura” diz a artista.

Em maio, a banda lançou o primeiro single com a intensa e dançante ‘Qué tá mirando’, em que a cantora dominicana Carolina Camacho traz versos de batalha e reforça temas como luta, resistência e proteção.

Mundi, o novo disco do ATR, foi selecionado por Natura Musical, ao lado de Felipe Antunes e Nástio Mosquito, Samba de Dandara e Castello Branco, por exemplo. Em São Paulo, a plataforma já ofereceu recursos para 26 projetos até 2019, como Elza Soares, O Terno, Curumim e Rael.

“Nós acreditamos no impacto transformador que a música pode ter no mundo. E os artistas, bandas e projetos de fomento à cena selecionados pelo edital Natura Musical têm essa potência de mobilizar o público na construção de um mundo com mais diversidade, equidade e igualdade social”, afirma Fernanda Paiva, gerente de Marketing Institucional da Natura.

Ficha técnica

Artistas: ATR feat. Luedji Luna

Produção musical: ATR e Deep Leaks

Mixagem: Deep Leaks

Masterização: FABRIEK Studio

Produção executiva: Let’s GIG

Distribuição: Altafonte

Marketing digital: Listo

Identidade visual: Ani Haze e Natália Arjones

HISTÓRICO

ATR é um projeto de música instrumental que mescla dançantes vertentes do rock e da música eletrônica, como synthwave e house music. Com uma intensa circulação de mais de 400 shows pelo país, passagens pela América Latina e Europa, o trio comemorou 10 anos de carreira em 2018.

Neste período, lançaram 4 discos autorais: Kadmirra, A Experiência de Jaque Vilanova, Positrônico, esse com produção musical de Zé Vito e Martin Scian (Caetano Veloso e Ava Rocha) também responsável pela engenharia de som e mixagem; e masterização por Felipe Tichauer no Red Traxx Mastering, em Miami. O disco também conta com as participações de Donatinho no piano e sintetizadores, Pedro Selector no trompete e Rodrigo La Rosa na percussão. Em 2017 lançaram o vinil compacto MIDI, gravado com Arthur Joly e lançado pelo selo RecoHead, além de parcerias com a rapper Tássia Reis, Sara Donato, MC Linn da Quebrada e produção da faixa ‘BoxOkê’ com Liniker e os Caramelows.

 

 



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo