NESTA SEGUNDA-FEIRA (17/12/18) OS RADARES MÓVEIS ESTARÃO NAS SEGUINTES VIAS: 

RADAR 1 – RUA MIGUEL PETRONI, 338  - CENTRO/BAIRRO - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H; 

RADAR 2 – AVENIDA JOÃO DE GUZZI X RUA MARCOS VINÍCIUS DE M. MORAES  - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 3 – AVENIDA TRABALHADOR SÃOCARLENSE, OPOSTO 1130, RODOVIÁRIA/USP - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 M/H.

 

O complexo esportivo do Santa Felícia está de cara nova. Uma ação do Sanca Hip Hop renovou o grafite dos paredões do espaço, no último domingo (2/12). O evento também reuniu outros elementos da cultura do Hip Hop: break, rap e DJ e contou com a participação dos artistas locais.

Criado em 2007, o Sanca Hip Hop é um espaço para adeptos, curiosos, ativistas ou não, de todas as classes sociais para o conhecimento da cultura Hip Hop. “O Sanca Hip Hop está na 7ª edição. Ele não era realizado desde 2012. Retomamos o evento este ano com o apoio da Prefeitura de São Carlos. Nosso objetivo principal é valorizar a cultura hip hop na cidade”, afirmou o organizador do evento, DJ Jefferson Scratchj.

Durante todo o dia, 10 grafiteiros participaram do grafite da pista de skate e de uma parede do ginásio. As batalhas de break reuniram mais de 100 pessoas e foram disputadas em vários formatos e estilo. Djs deram o tom do encontro e cinco grupos se revezaram no palco com apresentações de raps.

O Hip Hop é uma cultura que começou na periferia e atrai cada vez mais interessados. Influencia a música, moda, literatura e artes com a força criativa dos jovens. Tem grande importância para o empoderamento da juventude da periferia.

Para 2019, o Coletivo Hip Hop pretende realizar o evento em dois dias para ampliar a programação.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo