NESTA SEXTA-FEIRA (15/12) RADARES MÓVEIS ESTARÃO NAS SEGUINTES VIAS: 

RADAR 1 – RUA LOURENÇO INNOCENTINI (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H; 

RADAR 2 – RUA DOUTOR MARINO DA COSTA TERRA (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H;  

RADAR 3 – RUA DOUTOR MARINO DA COSTA TERRA (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H;

Você gosta de música popular brasileira, da mistura de ritmos? Que tal a ideia de utilizar a música como ponte para a literatura? E se você fosse convidado para assistir a um show musical em formato teatralizado, onde o roteiro das canções "conversam" com textos interpretados em contos e crônicas no palco?

A literatura se une à música e o livro e o álbum musical se entrelaçam. Um show que sugere reflexão, mas que tem a pretensão de mergulhar nas aflições humanas de cada pessoa. 

É o que o jornalista e compositor Nélson Itaberá Gonçalves apresentará na sexta-feira, dia 29 de setembro, a partir das 20h, no palco do Teatro Municipal Dr. Alderico Vieira Perdigão, com entrada gratuita. O show "O Livro que Canta" consolida o projeto do autor aprovado pelo selo PROAC Literatura Cantada na Estrada, que vem percorrendo o calendário cultural pelo interior.

O trabalho nasceu de pesquisa em jornalismo sobre a identidade cultural brasileira a partir da música, o uso da palavra cantada em textos nos formato de contos, narrativas e crônicas, todos musicados. O projeto gerou a publicação do livro Literatura Cantada, multigênero, que reúne canções, contos, crônicas, dissertação sobre o perfil do cancionista popular brasileiro e nossa identidade cultural.  

Antes da apresentação musical com banda e uma trupe de 18 integrantes, Itaberá tem realizado encontros com estudantes, alunos de música, universitários, escritores, para discutir a proximidade entre sílaba e nota musical e de que forma esses conceitos estão sendo aplicados em seu projeto. O livro e CD que originou o Literatura Cantada foi aprovado pelo selo PROAC ICMS no ano passado.

O show musical teatralizado já passou pela feira do livro de Lençóis Paulista em 2016, abriu a temporada cultural de Botucatu em janeiro passado, lotou o Teatro Municipal de Marília, foi ao palco em Rio Preto, Ourinhos, Avaré e  Bauru. "É um show intimista, que percorre diferentes universos sonoros da nossa riquíssima MPB. Mas é um espetáculo para jovens e adultos que propõe abrir o coração de cada um para se emocionar, para reflexão sobre nossos dias, nossos planos", relata Itaberá. 

O projeto vem do livro e do CD encartado. Da identidade cultural e do uso da relação entre sílabas e notas musicais para formar possibilidades de construção de melodias, o autor mergulha em questões também comportamentais ao longo do roteiro - do livro e do show. 

Nélson Itaberá propõe além de um show musical. "O espetáculo tem teatralização. Montamos uma sala de leitura no palco que interage o tempo todo com a banda. Tem intervenção teatral, um contador de histórias e estórias dos capítulos que fazem a música interagir com contos e crônicas. Queremos também propor que o público mergulhe em seus pensamentos, faça reflexões ao longo do roteiro. Vamos ver no que dará", amplia.

O show "O Livro que Canta" tem atraído a atenção de quem gosta de saraus literários, os amantes da MPB e suas variações, das universidades nas áreas de literatura, letras, história, filosofia, artes e música pela abordagem em conteúdo inédito, que reúne pesquisa em livro, produção de CD para dar suporte ao trabalho com 14 canções e o roteiro de um musical teatralizado que usa a estrutura dos fonemas para elaboração de textos musicados.  

"Vamos trocar informação do processo de compor canções a partir da relação entre sílabas e notas musicais, vamos conversar sobre a identidade cultural brasileira a partir da rejeição social e sugerir a conexão entre melodias e formatos literários como conto e crônica. Esperamos interagir com estudantes, discutir como usar isso tudo para melhorar a produção de textos para quem for estudante e também estabelecer contato sobre a pesquisa que envolveu as variáveis do livro", finaliza.

Os interessados em participar de encontro e discussão do livro e da pesquisa com o autor, podem procura-lo no próprio Teatro Municipal de São Carlos, no dia do show, 29 de setembro, a partir 15h30.

Os shows do projeto Literatura Cantada na Estrada desta turnê são uma realização do programa PROAC ICMS da Secretaria Estadual de Cultura do Estado de São Paulo, com apoio da Coordenadoria de Artes e Cultura de São Carlos, e patrocínio da iniciativa privada.

 



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo