Av. João de Guzzi
(sentido Bairro/Centro)
60 km/h
Rua Ray Wesley Herrick
(sentido Centro/Bairro)
50 km/h
Rua Ray Wesley Herrick
(sentido Bairro/Centro)
50 km/h

O Diário Oficial do Estado publicou na edição do dia (12), a Resolução SS-75, que trata da convocação pública, ato do secretário de Estado da Saúde, das entidades privadas sem fins lucrativos que possuam qualificação como Organização Social de Saúde (OSS) que tenham interesse em celebrar contrato de gestão com o Governo do Estado de São Paulo para gerenciar o Ambulatório Médico de Especialidades – AME São Carlos.

As Organizações Sociais tem até o dia 26 de setembro para protocolar manifestação de interesse e até o dia 10 de outubro (vinte dias úteis contatos da expiração do prazo para manifestação de interesse), para apresentar um Plano Operacional de Gerenciamento do AME São Carlos.

O Governo do Estado fornecerá as instituições que manifestarem seu interesse, o Projeto Assistencial que contempla os dados estruturais e de necessidades de serviços referentes ao AME São Carlos. Para a elaboração do Plano Operacional as Organizações Sociais poderão agendar junto a Coordenadoria de Gestão de Contratos de Serviços de Saúde, visitas técnicas ao AME São Carlos.

Definida a instituição vencedora e feita a publicação no Diário Oficial do Estado a OSS contratada terá 90 dias para fazer os trabalhos de adequação do prédio (finalizar a reforma, promover a pintura e instalar equipamentos) para que o AME entre em funcionamento e passe a atender os usuários do SUS com consultas e exames de especialidades.

A Prefeitura de São Carlos, em função dos desmandos ocorridos na adaptação do prédio na gestão passada, vai ter que gastar R$ 700 mil para colocar as instalações em condições de receber os equipamentos para entrar em funcionamento.

Para o secretário municipal de Saúde, Caco Colenci, depois de iniciar os atendimentos a unidade do AME de São Carlos vai ajudar a diminuir o sofrimento da população, principalmente em relação às consultas e exames.



Comentário(s) 

+2
cesar | 15 Setembro 2017
Se soubesse construiria um prédio e alugaria para o AME, receberia o aluguel por anos sem usar o prédio, uma vergonha, como jogam nosso dinheiro fora e a cidade após 9 meses de gestão, está pior do que estava, UPAs fechadas, escolas sem segurança, suja, esburacada, e os fiscais brincando de "briguinha e ciuminho", toma vergonha e trabalhem.