NESTA SEGUNDA-FEIRA (13/07) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 – AVENIDA BRUNO RUGGIERO FILHO (BAIRRO/SHOPPING) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 2 - RUA MIGUEL PETRONI (CENTRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 3 – RUA JOAQUIM RODRIGUES BRAVO (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H.

Atendendo a uma solicitação da ACISC (Associação Comercial e Industrial de São Carlos), a Polícia Militar realizou na noite da última sexta-feira, 27, uma operação para fiscalizar os ruídos emitidos por escapamentos de motocicletas adulteradas.

O ofício foi protocolado pelo presidente da entidade, José Fernando Domingues. “Recebemos diversas reclamações nos canais de comunicação da ACISC, de comerciantes e moradores que sofrem com o incômodo de ruídos muito altos desses escapamentos”, contou.

Diversos pontos de bloqueio e abordagem foram montados em algumas regiões da cidade e os policiais também visitaram locais de concentração de entregadores, orientando sobre a necessidade de seguir as regras de trânsito.

Zelão explica que a reclamação aumenta mais nesse momento. “O movimento de entregas durante este período de isolamento social, por causa da Covid-19, fez aumentar a circulação de motos pelas ruas”, afirmou.

O capitão Renato Gonzales, comandante da 1ª Cia do 38º Batalhão de Polícia Militar em São Carlos, ressalta que esse tipo de ação será realizado com frequência. “Faremos esse tipo de operação com frequência e sugiro que as pessoas ao fazerem os pedidos exijam que as encomendas sejam entregues por motocicletas que não sejam barulhentas”, disse.

O presidente da entidade também solicita aos próprios comerciantes que orientem os seus entregadores à respeito da poluição sonora causada por veículos com escapamentos adulterados. “Pedimos aos comerciantes que nos ajudem a fiscalizar e coibir essa situação que traz um incômodo muito grande, em especial, às crianças e idosos”, pediu.

Há leis em vigor em âmbito estadual e municipal, além do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que também condena essa prática. O artigo 230, do CTB, dispõe que motociclistas flagrados conduzindo veículos com descarga livre ou com silenciador defeituoso, deficiente ou inoperante, respondem por infrações de natureza grave, passível de multa, além de retenção do veículo.



Comentário(s) 

José Vieira | 29 Junho 2020
a avenida grecia na vila prado esta sendo uma pista de corrida de motos de alta potencia com escapamento alterado (barulho infernal) uma comando seria bom para nos moradores da sitada avenida