NESTA SEGUNDA-FEIRA (06/07) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 - RUA MIGUEL PETRONI (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H;

RADAR 2 - AVENIDA JOÃO DE GUZZI X RUA MARCOS VINICIUS DE M. MORAES VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 3 – AVENIDA BRUNO RUGGIERO FILHO (SHOPPING/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H.

Uma pesquisa desenvolvida na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) tem como objetivo investigar as práticas atuais de ventilação mecânica em pacientes adultos com Covid-19 no Brasil. O estudo "Práticas atuais no manejo da ventilação mecânica em pacientes com Covid-19" é realizado pelo Departamento de Fisioterapia (DFisio) e pelo Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia (PPGFt) da Universidade, sob coordenação de Renata Gonçalves Mendes, docente do DFisio.

De acordo com a pesquisadora, a ventilação mecânica pode ser invasiva ou não invasiva. "A invasiva é utilizada frequentemente em ambiente de terapia intensiva e em setores de urgência e emergência. Já a não invasiva é usada em qualquer cenário de atendimento em saúde. Pacientes mais graves, por exemplo, necessitam ser intubados e utilizar a ventilação invasiva", explica Mendes. Os profissionais que manipulam os ventiladores devem ter domínio das práticas de ventilação e precisam ajustar os equipamentos às condições clínicas de cada paciente.

No contexto atual da pandemia do novo Coronavírus, a professora da UFSCar aponta a importância do estudo diante de uma doença que ainda demanda muita investigação: "A ideia é fazer um mapeamento de como os profissionais têm realizado o manejo da ventilação no Brasil e também comparar com a prática de outros lugares do mundo. As informações levantadas poderão auxiliar os agentes que estão na linha de frente do cuidado". 

Para desenvolver a pesquisa, estão sendo convidados profissionais da Saúde envolvidos no cuidado e manejo da ventilação mecânica em pacientes adultos com Covid-19. Os participantes responderão a este questionário online (https://bit.ly/2U3umod), com duração de 5 a 10 minutos. As perguntas são relativas a formação do profissional, ambiente de trabalho, práticas de ventilação mecânica invasiva e não invasiva, ações complementares à ventilação mecânica, barreiras e facilitadores no manejo do paciente com Covid-19. O prazo para resposta vai até 8 de junho e o anonimato é assegurado a todos os participantes.

Mais informações sobre o estudo também podem ser solicitadas pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Projeto aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UFSCar (CAAE: 31253320.2.0000.5504).



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo