NESTA SEGUNDA-FEIRA (17/02/2020) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 - AVENIDA HENRIQUE GREGORI (BAIRRO/SHOPPING) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 2 - AVENIDA HENRIQUE GREGORI (SHOPPING/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 3 - RUA JOSÉ BONIFÁCIO X RUA 1º DE MAIO (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H.

 

A emoção tomou conta da costureira Marisa Adriana de Oliveira Vieira. "É uma alegria sem tamanho", tentou falar, mas as lágrimas a impediram de continuar. O motivo: a formatura da filha Letícia Vieira, em Estatística, pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). A família da graduada veio de Itajobi, interior de São Paulo, para acompanhar a Colação de Grau, na última quinta-feira (16).

A nova profissional em Estatística comemorava a conquista. "É um momento muito especial, vai ficar marcado para sempre", disse Letícia. "É surreal depois de tudo que eu passei. A UFSCar transformou minha vida. Me ensinou a ser forte e a enfrentar qualquer tipo de problema", continuou.

As cerimônias de Colação de Grau da Estatística, Matemática e Física abriram a temporada de formaturas da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Até fevereiro, todas as quintas e sextas-feiras estão reservadas para certificação dos alunos. Ao todo, mais de 1600 estudantes vão se formar nos 4 campi da Universidade.

"Há 50 anos a UFSCar vem transformando vidas. A formatura faz com que a Universidade entregue à sociedade profissionais e cidadãos. É um momento muito lindo e feliz, é a realização de muitos sonhos dos alunos e suas famílias. Além de ser o reconhecimento de toda a dedicação, esforço e superação de alunos, professores e equipes administrativas", disse a reitora da UFSCar, Wanda Hoffmann.

As primeiras cerimônias foram presididas pelo Vice-Reitor, Walter Libardi. "A UFSCar tem um compromisso com a sociedade brasileira: formar profissionais competentes e bem preparados. Este compromisso tem se confirmado nos últimos 50 anos. Oitenta e sete porcento (87%)  dos nossos cursos presenciais têm índices 4 e 5 na avalição do Índice Geral de Cursos realizada pelo INEP/MEC", afirmou o Vice-Reitor durante a cerimônia.

O Prof. Libardi ainda destacou que a graduação não é o fim na Universidade. "A maioria dos formados considera a formatura como último elo com a Universidade, mas não é. Peço que venha nos visitar ou para continuar seus estudos. A UFSCar estará sempre de braços abertos para recebê-los", convidou.

Ao longo de dois dias, colaram grau alunos dos cursos de Física (diurno e noturno), Estatística e Matemática (diurno e noturno), Filosofia, Ciências Sociais, Imagem e Som, Música, Ciência da Computação, Engenharia de Computação, Gestão e Análise Ambiental, Biotecnologia, Psicologia e Educação Especial do campus São Carlos.

Os discursos foram marcados pela defesa do ensino público e gratuito e muita emoção. O aluno Roberto de Alencar, da Ciências Sociais, foi orador da turma e falou sobre a oportunidade aos menos favorecidos. Ele veio da periferia de São Paulo, cursou escola pública e entrou na UFSCar pelo Programa de Ações Afirmativas. "A colação de grau tem um significado muito grande e pessoal por eu ter vindo de onde eu vim. Pela cota racial, eu tive a oportunidade de vivenciar algo que eu nunca tive contato: a Universidade. Hoje, eu colo grau e comemoro a minha aprovação em quarto lugar no mestrado. Estou muito feliz. Hoje é um dia muito especial para mim", disse o estudante.

O orador do curso de Música, Vitor Rocha da Silva, também destacou a diversidade de papéis da Universidade. "Aqui é lugar de pluralidade de ideias, o ensino tem que fazer sentido, a extensão não deve ser vista como mero acessório, mas como portas abertas para a integração com a comunidade externa, a complementação e diversificação do que é teórico. A pesquisa tem que gerar conhecimento para e com a sociedade", afirmou.

Para muitos, o momento da formatura simboliza o encerramento de mais uma etapa. "É o encerramento de um ciclo e o começo de uma nova caminhada como profissional. Quero trabalhar, espero na área, e influenciar a vida das pessoas da melhor maneira possível", disse Amauri Dubbelt Pellizzer, formado em Matemática.

"A cereja do bolo". Foi assim que o coordenador do curso de Matemática, Rodrigo da Silva Rodrigues, definiu a colação de grau. "O resultado de muita dedicação, que começa no ingresso, com aquele momento de felicidade até chegar aqui, com o início de uma nova caminhada", contou o Professor.

Nesta semana, os alunos dos cursos de Engenharia Física e Química (diurno e noturno), Terapia Ocupacional, Fisioterapia, Letras (Espanhol e Inglês), Linguística, Engenharia de Produção, Engenharia de Materiais, Engenharia Química e Ciências Biológicas (Bacharelado e Licenciatura) irão colar grau. Os horários e alunos convocados podem ser conferidos no site da ProGrad.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo