Imprimir esta página

O presidente da Associação Comercial e Industrial de São Carlos, José Fernando Domingues, o Zelão, lamenta profundamente que a população de São Carlos, em especial, os comerciantes tenham sofrido, mais uma vez, com as enchentes na tarde deste domingo, 12.

Segundo a Defesa Civil da cidade, choveu aproximadamente 170 milímetros de água, número recorde nos últimos anos. As águas deixaram um grande rastro de destruição, e dessa vez, muito pior que o deixado na semana passada.

Cerca de 120 lojas foram afetadas, sendo que, grande parte delas, está localizada na Baixada do Mercado Municipal. Em valores reais, estima-se que o comércio perdeu mais de R$ 1 milhão. “Muito triste o que aconteceu. Realmente, foram perdas irreparáveis aos nossos comerciantes e, nesse momento, só posso me solidarizar com eles. É muito difícil porque foi uma chuva com uma intensidade jamais vista na cidade. Sou de São Carlos e nunca vi uma chuva o tanto de volume de água como essa última, trazendo um prejuízo irreparável aos lojistas”, comentou.

Zelão faz questão de agradecer o apoio das equipes da Defesa Civil, Guarda Municipal, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Transporte e Trânsito, Serviços Públicos, Cidadania e Assistência Social, Segurança Pública e da Imprensa de São Carlos. “Todos se uniram e foram às ruas para ajudar aqueles que necessitaram, em especial, os comerciantes que tiveram portas e vidros de suas lojas quebrados pelas fortes chuvas. Para todos, o nosso muito obrigado, em nome dos comerciantes”, relatou.

O presidente da ACISC enfatizou que aqueles que necessitarem de apoio financeiro para readequar o seu estabelecimento, a associação continua disponibilizando, junto à Cooperativa Sicoob Crediacisc, linhas especiais de crédito. "Vamos continuar oferecendo uma linha de crédito especial, com juros muito subsidiados, para que os comerciantes afetados possam utilizá-la e assim consigam retornar às suas atividades", afirmou.

Sobre o calçadão, Zelão relatou que apenas a parte do asfalto, na rua Episcopal foi afetada. “As águas adentraram em um corte que havia no pavimento e levantaram o piso asfáltico, porém, a parte das obras de revitalização do calçadão, não foi afetada”, afirmou.

Ele voltou a afirmar que a cidade de São Carlos necessita de um projeto voltado para a solução das enchentes na cidade, de uma vez por todas. “Continuamos conversando com o Poder Público e temos que nos unir para ir em busca de recursos que diminuam e, quem sabe até, acabem com esse sofrimento que a população são-carlense tem sido obrigada a conviver durante muitos anos. Precisamos urgente da construção de bacias de contenção de águas, conhecidos piscinões, que vão ajudar e muito na resolução do problema das enchentes em São Carlos”, finalizou.

Os comerciantes que desejarem saber mais sobre a linha de crédito oferecida pela Crediacisc, devem entrar em contato com a Cooperativa Sicoob Crediacisc, nos seguintes endereços:

  • Centro: Avenida São Carlos, 2123 | Telefone: (16) 3374-3233
  • Centro: Rua General Osório, 415
  • Vila Prado: Avenida Sallum, 526 | Telefone: (16) 3307-5114
 


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores
e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.