NESTA TERÇA-FEIRA (10/12) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 – RUA MIGUEL PETRONI (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 2 – AVENIDA DR. HEITOR JOSÉ REALLI (BAIRRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 3 – AVENIDA COMENDADOR ALFREDO MAFFEI (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H.

O secretário de Transporte e Trânsito, Coca Ferraz, anunciou na manhã desta segunda-feira (2/12), em coletiva a imprensa no Paço Municipal, que a Prefeitura já está com processo licitatório aberto para a contratação de empresa para a construção do terminal de integração de passageiros na baixada do mercado municipal. A ideia é possibilitar a integração do comércio com transporte público (ônibus), semipúblico (táxi) e particular (carro e motocicleta).

Além do Terminal a área onde hoje funciona o shopping popular (camelódromo) passará por mudanças, com isso será criado um bolsão de estacionamento com 113 vagas, sendo 45 para carros, 8 para táxis e 60 para motocicletas. Também será realizada a substituição dos atuais abrigos de ônibus existentes na Praça dos Voluntários por abrigos com metálicos modernos, coloridos, com maior conforto e cobertura de proteção contra a chuva.

“A proposta da Prefeitura é transformar a Praça dos Voluntários, sem descaracterização, em um terminal de ônibus, permitindo que o usuário do transporte coletivo desça na rua Alexandrina e caminhe sob uma cobertura pela Praça dos Voluntários até a avenida São Carlos para fazer a integração de linhas”, explicou Coca Ferraz.

O secretário de Transporte e Trânsito ressalta ser consenso que a região central de São Carlos precisa de revitalização, modernização e valorização.  “É o espaço mais alegre da cidade, lúdico, que as pessoas acessam de ônibus, carro ou de motocicleta. Começamos pelo calçadão, estamos finalizando com a colocação do piso fulget. A Habitação fez um trabalho na Praça do Mercado Municipal com obras de acessibilidade, novo sistema de iluminação, com lâmpadas de LED, novas lixeiras e ampliação da área verde com o plantio de árvores”, finaliza Coca Ferraz.

O presidente da Associação Comercial e Industrial de São Carlos (ACISC), José Fernando Domingues, garante que os comerciantes não tiveram prejuízo com as obras do calçadão. “Converso diariamente com os lojistas e os percalços iniciais já foram superados. A área central estava sendo esvaziada e com as parcerias que fizemos com a Prefeitura, Guarda Municipal e Polícia Militar, estamos recuperando essa região, com mais segurança, nova iluminação e mais conforto para o consumidor. Esperamos vender 10% a mais nesse Natal comprado com o ano passado”, disse o presidente da ACISC que também participou da coletiva no Paço Municipal.

O custo da obra do calçadão chegou a R$ 700 mil divididos entre Prefeitura (R$ 285.461,93), SAAE e ACISC. A ACISC e os comerciantes investiram em um novo planejamento mobiliário para o local, com novos bancos, iluminação de LED, floreiras, bicicletários e porta-lixos. 

Já os recursos para a construção do Terminal deIntegração, aproximadamente R$ 1 milhão, são provenientes do Governo Federal. Para a revitalização do shopping popular, que sairá da Geminiano Costa e passará para a Comendador Alfredo Maffei, a previsão é um investimento de R$ 1,2 milhão com recursos do próprio município.

Também participaram da coletiva os secretários João Muller (Habitação e Desenvolvimento Urbano), Mário Luiz Duarte Antunes (Fazenda) e Edson Ferraz (Esporte e Cultura).



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo