NESTA SEGUNDA-FEIRA (02/03/2020) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 - AVENIDA GETÚLIO VARGAS (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 2 - AVENIDA GETÚLIO VARGAS (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 3 - AVENIDA COMENDADOR ALFREDO MAFFEI (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H.

 

.

O Fundo Social de Solidariedade de São Carlos, em parceria com entidades assistenciais da cidade, realiza no próximo sábado, dia 7 de dezembro, das 9h às 19h, na plataforma da Estação Ferroviária, na Praça Antônio Prado, s/nº, no centro, o primeiro Bazar Solidário de Natal.

Durante todo o dia estarão sendo vendidos produtos de artesanato com motivos natalinos, roupas (brechó), comida (bolos, doces e salgados) e bebidas. Além disso, durante o bazar vão ocorrer apresentações culturais com grupos de dança das próprias entidades.

Participam as entidades Padre Teixeira que estará comercializando artesanato e pastéis; Projeto Coração que vai vender cachorro quente, bolo de pote e artesanato; Acorde vai oferecer artesanato, pães e sobremesas; APAE somente artesanato; Pró-Animal vai disponibilizar picolés, pipoca, água e livros; Bom Samaritano vai oferecer cerveja, refrigerante e água; ONG MID vai vender pães, artesanato e sabonetes; Nave Sal da Terra vai oferecer salgados e doces; a Divina Misericórdia vai montar um brechó; Projeto Madre Cabrini vai oferecer espetinhos e artesanato, Divina Misericórdia vai vender bolos inteiros e sobremesas e a Nossa Senhora do Carmo vai comercializar trufas e artesanato.

De acordo com a presidente do Fundo Social de Solidariedade, Lucinha Garcia, a ideia e que as entidades consigam mostrar para o público o trabalho que realizam. “Queremos que as pessoas conheçam melhor o trabalho dessas organizações e também para que elas possam arrecadar recursos para investimentos nos próprios projetos”.

 



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo