NESTA SEXTA-FEIRA (13/12) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 – Rua Rui Barbosa (CENTRO/BAIRRO) vELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 40 kM/H; 

RADAR 2 – Avenida Francisco Pereira Lopes (usp/ shopping) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H; 

RADAR 3 – Rua Miguel Petroni (rodovia/centro) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H.

A Bateria da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) venceu o Desafio de Baterias da 40ª edição da Taça Universitária de São Carlos (Tusca). A bateria somou 158,3 pontos e levou o troféu de grande campeã. Criada em 2001, a equipe comemora ter vencido por sete vezes a competição: 2010, 2012, 2013, 2016, 2017, 2018 e nesta edição de 2019.

“Vencemos na primeira edição da competição realizada na Tusca, em 2010, e, agora, nesta edição de número 40, completamos quatro vitórias consecutivas. A gente considera muito esse torneio. É como se fosse a nossa Copa do Mundo. Ganhar em casa é sensacional. Conseguimos perceber o quanto as pessoas gostam da gente. Todo mundo sai chorando de emoção do palco. Estamos trabalhando para nos manter no alto nível das baterias universitárias e espero que a gente consiga sempre renovar o grupo e se manter como a gente espera", salienta o diretor técnico da bateria UFSCar, Alessandro Felistoque.

A Bateria da UFSCar já foi campeã do Balatucada, maior torneio de baterias do país, em 2016 e 2018, e do Interbatuc, que é o segundo maior, em 2015 e 2016.

Na 40ª Tusca, o segundo lugar ficou a Gaperia da Associação Atlética Acadêmica do Centro Acadêmico Armando Sales de Oliveira - Campus São Carlos (Caaso), com 154,31 pontos. Na terceira colocação, a Maculosa da Universidade de São Paulo - campus Ribeirão Preto, somou 150,19 pontos. Em quarto lugar, a Limeteria, da Universidade Estadual de Campinas - Unicamp/ campus de Limeira, obteve 149,72 pontos e, na quinta colocação, a Percussão, da Liga das Engenharias da Universidade de Campinas (LEU), conquistou 145,13 pontos.

Cada bateria teve o tempo corrido de 16 minutos de apresentação, tempo em que foram avaliados equalização, apresentação, versatilidade e execução. Os jurados convidados foram Rogério Figueira (Tiguês), Robson Campos  (Zóinho), ambos mestres de bateria da Escola de Samba Império de Casa Verde. Também avaliaram as equipes o ex-diretor de bateria da Escola Águia de Ouro, mestre Paulinho Saviani, e o mestre de bateria da Escola de Samba da Vila Maria, Rodrigo Moleza.

Entenda a Tusca. São 118 disputas esportivas, em 41 modalidades, que reúnem equipes universitárias, de seis Associações Atléticas Acadêmicas (AAA) de cidades do interior de São Paulo. Os eventos são realizados em cinco praças esportivas de São Carlos, com entrada franca. Também há comemorações à tarde e à noite, com atrações locais e nacionais, na “Arena Tusca”. A censura é 18 anos e os ingressos estão esgotados. A realização é da Associação Atlética Acadêmica do Centro Acadêmico Armando Sales de Oliveira - Campus São Carlos (Caaso) e da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).  Os detalhes do evento estão em tusca.esp.br.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo