NESTA QUINTA-FEIRA (12/12) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 – Avenida Trabalhador São-carlense (BAIRRO/CENTRO) vELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H; 

RADAR 2 – Avenida Francisco Pereira Lopes (shopping/usp) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H; 

RADAR 3 – Avenida Bruno Ruggiero Filho (bairro/shopping) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H.

A aluna do curso de Engenharia de Materiais e Manufatura da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP e sócia fundadora da startup GAIA GreenTech, Thalita Braga, apresentará nesta quarta-feira, dia 13, às 14 horas, no Departamento de Engenharia de Materiais (SMM), um estudo de viabilidade técnica e econômica realizado em seu trabalho de conclusão de curso (TCC), demonstrando que é possível instalar no Brasil uma planta piloto de reciclagem de lixo eletrônico (e-lixo).

Para que seja possível essa viabilidade, a etapa de coleta do e-lixo é fundamental, abrangendo recepção, controle e rastreabilidade implementados com técnicas modernas de engenharia e computação que são exploradas e desenvolvidas pela startup.

A GAIA GreenTech conquistou um projeto PIPE-FAPESP de financiamento e é apoiada pelo programa Academic Working Capital (AWC) do Instituto TIM, que oferece suporte para transformar projetos de TCC em startups. Está entre as 35 selecionadas no programa HackBrazil, uma iniciativa da Brazil Conference at Harvard & MIT, que desenvolve startups para a solução de grandes problemas brasileiros por meio de ideias inovadoras e empreendedoras.

A apresentação será aberta a todos os interessados. O SMM localiza-se na Área 2 do Campus da USP em São Carlos, situada na Avenida João Dagnone, nº 1100, no Jardim Santa Angelina.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo