Imprimir esta página

A Vigilância Epidemiológica de São Carlos atualizou nesta quinta-feira (12/9) os números do sarampo em São Carlos e da vacinação. Até o momento são 44 notificações da doença, com 1 caso descartado, 10 confirmados e 33 aguardando resultado de exame laboratorial do Instituto Adolfo Lutz.

No início de setembro a cidade recebeu da Diretoria Regional de Saúde (DRS-III) de Araraquara 3 mil doses da vacina tríplice viral que protege contra sarampo, rubéola e caxumba. Já foram aplicadas 1.624 doses, porém como recebeu mais 2.400 doses essa semana, no momento têm em estoque 3.776 doses da vacina contra o sarampo.

“Esperamos novos resultados para os próximos dias e acreditamos que teremos mais casos positivos já que muitas pessoas que colheram o material para exame são aquelas que tiveram contato com suspeitos e a maioria não era imunizada”, acredita Kátia Spiller, supervisora da Vigilância Epidemiológica.

No momento estão sendo aplicadas doses da vacina SCR em crianças a partir de 6 meses a menores de 1 ano (11 meses e 29 dias), que estão recebendo a chamada dose zero. Já dentro do calendário vacinal devem receber a tríplice viral crianças aos 12 meses e também aos 15 meses para aplicação do reforço. Adultos, com idade entre um ano a 29 anos, devem ter pelo menos duas doces da vacina contra o sarampo. Acima desta faixa, até 59 anos, é preciso ter pelo menos uma dose. Quem não tiver essas doses deve procurar as unidades básicas ou de saúde da família com a carteira de vacinação para avaliação.

Somente não há indicação para pessoas com mais de 60 anos, pois esse público potencialmente teve contato com o vírus, no passado.

No estado de São Paulo já foram registrados 23.449 casos suspeitos de sarampo, 3.591 confirmados, 2.826 descartados e 17.032 estão em investigação. Entre os confirmados, houve o registro de 19,8% de hospitalizações (45% em menores de um ano) e a ocorrência de três óbitos, sem histórico vacinal.

 



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores
e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.