NESTA SEGUNDA-FEIRA (26/08) OS RADARES MÓVEIS ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 - Rua José Bonifácio x Rua 1º de Maio (CENTRO/bairro) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H; 

RADAR 2 - Avenida Morumbi (CENTRO/bairro) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H; 

RADAR 3 - Avenida Getúlio Vargas (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H.

 

O Fundo Social de Solidariedade de São Carlos sediou na tarde desta quarta-feira (18/7), uma reunião dos municípios da região com representantes do Fundo Social de Solidariedade do Estado de SP (FUSSP).

Participaram primeiras-damas e/ou presidentes dos Fundos Sociais dos municípios de Araraquara, Analândia, Altinópolis, Corumbataí, Cássia dos Coqueiros, Dumont, Itirapina, Matão, Motuca, Rincão, Serrana, Santa Lúcia, Santa Maria da Serra e Torrinha.

A pauta principal da reunião foi o trabalho realizado atualmente pelos municípios na área social e as novas diretrizes do Fundo Estadual. José Castro, diretor executivo e Eduardo Pirajá, coordenador do interior, conheceram o trabalho de cada município e expuseram o novo método adotado pelo Governo João Doria e pelopresidente executivo do Fundo Social de Solidariedade do Estado de SP, Filipe Sabará com relação às parcerias com o interior.

Castro falou que após um estudo realizado inicialmente pelo Governo, a opção foi trabalhar na promoção de autonomia e renda com o oferecimento de cursos que capacitem e possibilitem a entrada no mercado de trabalho. “Antigos cursos foram reformulados e novos cursos estão surgindo, com carga horária maior e conteúdo de acordo com as demandas do mercado. O foco de todo o trabalho é a geração de renda. Além da reestruturação das antigas escolas, uma Escola de Informática e Computação e outra de Bioconstrução foram abertas. Outras foram transformadas e ampliadas, caso da Padaria Artesanal que agora passou para Escola de Gastronomia e Hospitalidade com a oferta de vários outros cursos”, explicou o diretor executivo do FUSSP.

Para Lucinha Garcia, presidente do Fundo Social de Solidariedade de São Carlos, a reunião foi ótima já que conseguiu tirar todas as dúvidas com relação aos novos projetos e cadastros que devem ser feitos. “As prefeituras vão ter que se cadastrar novamente para receber os cursos das escolas de qualificação, agora em parceria com o Centro Paula Souza, todos com foco na empregabilidade. O Estado vai disponibilizar as capacitações após um estudo de mercado e vulnerabilidade de cada município. Como já temos na nossa sede salas estruturadas para cursos da área da moda e da beleza e já oferecíamos cursos de Padaria, a nossa intenção é ampliar as ofertas”, ressaltou Lucinha.

“O Fundo Social está buscando inovar nessa nova gestão, oferecer a população mais vulnerável cursos que capacitam e possibilitem a entrada no mercado de trabalho ou o caminho para o empreendedorismo. A pedido da primeira-dama do estado, Bia Doria, iniciamos essa integração com as presidentes dos fundos municipais”, finalizou José Castro, elogiando as instalações do FSS de São Carlos.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo