Nesta sexta-feira (16/08) os radares móveis estarão operando nos seguintes locais: 

RADAR 1 - Rua Miguel Petroni (RODOVIA/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 2 - Avenida Comendador Alfredo Maffei (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 3 - Avenida Trabalhador São-carlense - (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H.

Unidade Saúde Escola (USE) da UFSCar está convidando mulheres curadas do câncer para participarem da atividade de extensão "Promoção da Saúde Baseada em Mindfulness(MBHP) para mulheres que sobreviveram ao câncer". A proposta é promover uma intervenção, com recursos da atenção plena, para tratar sintomas físicos, psicológicos e cognitivos que permaneceram após o enfrentamento da doença. 

A atividade é coordenada por Daniela Xavier de Souza, psicóloga da USE. Segundo ela, "apesar da taxa de sobrevivência ao câncer ter evoluído muito nos últimos anos, as diversas consequências do adoecimento e do tratamento acompanham as pessoas por muito tempo, afetando a qualidade de vida de quem venceu a doença". Nesse contexto, as Intervenções Baseadas em Mindfulness (MBIs) têm se mostrado promissoras para o manejo dos sintomas remanescentes pós-cura. 

De acordo com Souza, o mindfulness (atenção plena) estimula a capacidade de estar atento ao momento presente de maneira intencional, com abertura, curiosidade e aceitação da própria experiência. É uma capacidade inerente a todo ser humano, em maior ou menor grau; no entanto, "esta capacidade é pouco exercitada, em especial nos dias atuais em que nossa sociedade considera comum e até desejável a realização de tarefas simultâneas e automáticas", explica. A psicóloga diz que, embora a origem do mindfulness remeta a tradições religiosas orientais, essa estratégia terapêutica é secular, com sólida base científica, sem alusões a religiões ou culturas específicas. O responsável pela divulgação do conceito no Ocidente foi o psiquiatra Jon Kabat-Zinn, da Universidade de Massachusetts, nos Estados Unidos. 

A atividade de extensão da USE é voltada a mulheres acima de 18 anos, que tenham encerrado tratamento para qualquer tipo de câncer, com exceção do de mama, e que não estejam em fase aguda de qualquer transtorno psiquiátrico. O projeto vai promover uma intervenção em grupo baseada em mindfulness e voltada à promoção da saúde e da qualidade de vida, método que tem sido aplicado no Brasil e na Espanha, em uma versão adaptada do original, com resultados positivos. 

As interessadas devem comparecer à USE, localizada na área Norte do Campus São Carlos da UFSCar, no dia 30 de julho, para uma palestra introdutória em que será apresentado o programa e esclarecidas as dúvidas. A palestra será realizada em dois horários, às 10 e às 14 horas. As atividades do programa terão início em 20 de agosto e término programado para outubro. As vagas são limitadas. Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo