NESTA SEXTA-FEIRA (21/09) OS RADARES MÓVEIS ESTARÃO NAS SEGUINTES VIAS: 

RADAR 1 - RUA MANOEL JOSÉ SERPA (BAIRRO/CENTRO) - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 40 KM/H; 

RADAR 2 – AV. JOÃO DE GUZZI X RUA MARCOS VINICIUS DE M. MORAES - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 3 – RUA MIGUEL PETRONI (RODOVIA/CENTRO) – VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H.

 

O rádio de São Carlos, está em luto. Morreu na tarde desta terça-feira com 79 anos (iria completar no mês que vem), o radialista e narrador esportivo Antônio Cardoso Natal Filho ou Cardoso Natal como era mais conhecido. Ele era casado e tinha quatro filhos, estava nos últimos meses passando por problemas de saúde, o que causou o seu afastamento dos microfones.

Cardoso Natal nasceu em Analândia em 21 de julho de 1939 e se radicou em São Carlos em 1952. Trabalhou como comerciário, mas sua trajetória está ligada ao futebol, tendo sido atleta e treinador de equipes locais.

Em 1976 iniciou a carreira na Rádio Progresso como comentarista esportivo e logo passou a narrador da Equipe Titulares do Esporte. Como radialista acompanhou de perto da história do Grêmio Esportivo São-carlense e narrou partidas em diversas cidades paulistas e do sul do país.

Cardoso também foi funcionário público e trabalhou por muito tempo na antiga Comissão Central de Esportes (CCE). Antes de adoecer, Cardoso Natal apresentava um programa musical pela Rádio Clube AM.

Em 2014 Cardoso recebeu na Câmara Municipal o título de “Cidadão Honorário de São Carlos” em reconhecimento à destacada participação do homenageado no desenvolvimento e na história do desporto são-carlense.

O velório será realizado na Prefeitura Municipal de São Carlos a partir das 21hs desta terça-feira e o enterro está marcado para às 10hs desta quarta-feira no Cemitério Municipal Santo Antônio.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo