NESTA QUINTA-FEIRA (12/12) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 – Avenida Trabalhador São-carlense (BAIRRO/CENTRO) vELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H; 

RADAR 2 – Avenida Francisco Pereira Lopes (shopping/usp) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H; 

RADAR 3 – Avenida Bruno Ruggiero Filho (bairro/shopping) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H.

Para comemorar o Dia Mundial da Água, 22 de março, a Prefeitura de São Carlos, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, Ciência, Tecnologia e Inovação, do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), com apoio da Academia Brasileira de Ciências e Instituto de Estudos Avançados da USP, realiza o Seminário “Gestão de Águas Urbanas: problemas, soluções e perspectivas”.

O evento vai reunir os maiores estudiosos na área de recursos hídricos nesta sexta-feira (22/3), a partir das 8h30, no auditório do Paço Municipal. Entre os convidados estará o presidente do Conselho Estadual de Recursos Hídricos, Prof. Drº Paulo Canedo de Magalhães, que vai falar sobre drenagem urbana e o Prof. Drº Eduardo Mário Mendiondo, especialista em recursos hídricos, saneamento ambiental e hidráulica ambiental que vai ministrar palestra com o tema “Quanto custa se tornar uma Prefeitura Hidro Resiliente do Século XXI?”. O próprio secretário de Meio Ambiente, Ciência, Tecnologia e Inovação de São Carlos, Prof. Drº José Galizia Tundisi, anfitrião do Seminário e um dos maiores especialista brasileiros em gerenciamento de recursos hídricos, já ajudou a solucionar crises hídricas em mais de 40 países, como Japão e Espanha, falará sobre Águas Urbanas no século 21: problemas e perspectivas.

“A ideia de fazer o seminário sobre águas urbanas vem do conjunto de ações que estamos desenvolvendo, não só em São Carlos, mas em ações junto a Academia Brasileira de Ciências, Academia de Ciências das Américas, que hoje focam em áreas urbanas já que mais da metade da população mundial está localizada em áreas urbanas e essas áreas modificam o ciclo da água em virtude da drenagem, da cobertura vegetal que é retirada, da impermeabilização do solo e do múltiplo uso da água. Queremos discutir o contexto das águas urbanas mundiais, mas com foco em São Carlos, por isso convidamos especialistas que trabalham aqui, mas que desenvolvem projetos mundiais”, explica José Galizia Tundisi.

Ainda de acordo com o secretário de Meio Ambiente, Ciência, Tecnologia e Inovação de São Carlos o planejamento dos municípios deve ser feito em função dos recursos hídricos de cada um. “Em São Carlos chove de 1.400 a 1.500 milímetros por ano, isso é o que temos de água, não teremos mais que isso. Água é um recurso finito”, finaliza Tundisi.

Confira a programação completa do Seminário “Gestão de Águas Urbanas: problemas, soluções e perspectivas”:

8h30 – Abertura com o Prefeito Municipal Airton Garcia Ferreira;

8h45 - Apresentação do secretário de Meio Ambiente, Ciência, Tecnologia e Inovação, Prof. Dr. José Galizia Tundisi e do Presidente do SAAE, Benedito Carlos Marchezin:

9h – Águas Urbanas no século 21: problemas e perspectivas – Prof. Dr. José Galizia Tundisi;

9h40 – Como aprimorar gestão dos recursos hídricos através do fomento aos serviços ambientais hidrológicos? – Profª Drª Denise Taffarello - Doutora em Eng. Hidráulica e Saneamento pela EESC/USP;

10h10 – Intervalo;

10h20 – Gestão das Águas de São Carlos – Presidente do SAAE – Benedito Marchezin;

10h40 – O Tratamento de Esgoto no Município de São Carlos - Dra. Leila Jorge Patrizzi (Gerente de Operações de Tratamento de Água e Esgoto atua principalmente nos seguintes temas: Coagulação, Floculação, Flotação por ar dissolvido, Tratamento de Águas de Abastecimento, Tratamento de Águas Residuárias);

Prof. Dr. Luiz Antonio Daniel (Docente no Departamento de Hidráulica da EESC/USP, tem experiência na área de Engenharia Sanitária, com ênfase em Tratamento de Águas de Abastecimento e Residuárias. Atuando principalmente nos seguintes temas: Desinfecção, Radiação Ultravioleta);

Prof. Dr. Pedro Sérgio Fadini (Professor Associado do Departamento de Química da (DQ/UFSCar), onde é credenciado no programa de Pós Graduação em Química, atuando na interface entre Química Analítica e Ciências Ambientais);

11h40 - Quanto custa se tornar uma Prefeitura Hidro Resiliente do Século XXI – Prof. Dr. Eduardo Mário Mendiondo – Especialista em Recursos Hídricos, Saneamento Ambiental e Hidráulica Ambiental;

12h10 – Debate e Discussão;

12h40 às 13h40 – Intervalo;

14h – Drenagem Urbana - Prof. Dr. Paulo Canedo de Magalhães (Presidente do Conselho Estadual de Recursos Hídricos tem experiência na área de Engenharia Civil, com ênfase em Hidrologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Hidráulica, Gestão de Bacias, Gestão Integrada de Recursos Hídricos e Planejamento de Bacias);

14h40 – Água 4.0: Novas Tecnologias para um Monitoramento e Gerenciamento Inteligente de Recursos Hídricos - Prof. Dr. Filippo Ghiglieno (Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal de São Carlos. Tem experiência na área de Física, com ênfase em Física da Matéria Condensada);

15h15 – Discussão: Adaptações as Mudanças Climáticas; Programa de Controle de Enchentes em Áreas Urbanas; participação da comunidade na gestão de recursos hídricos;

15h30  Lançamento do livro “Water Quality in the Americas” Rede de Academias de Ciências das Américas (Inter American Network of Academies of Science).



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo