OS RADARES MÓVEIS ESTARÃO EM OPERAÇÃO NESTA TERÇA-FEIRA (19/3) NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 - Rua Ray Wesley Herrick (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H;

RADAR 2 - Rua Ray Wesley Herrick (BAIRRO/CENTRO) - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H;

RADAR 3 - Rua Dr. Marino da Costa Terra (CENTRO/BAIRRO) – VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 kM/H.

A Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) realizou na última quarta-feira, dia 13 de março, a abertura dos programas de residência médica do Hospital Universitário Prof. Dr. Horácio Carlos Panepucci (HU). Os programas, que são em Medicina de Família e Comunidade e em Clínica Médica, foram aprovados pelo Ministério da Educação (MEC) e começarão as atividades neste mês de março.

O HU já recebia alguns residentes por meio de parceria com a Santa Casa de São Carlos, mas estes são os primeiros programas ofertados diretamente pelo Hospital. "Temos nos empenhado muito em duas frentes: transformar o HU em um hospital de ensino e receber creditação em excelência na assistência. O início desses programas de residência é uma etapa importante para alcançarmos esses objetivos", afirmou Ângela Leal, Superintendente do HU-UFSCar, destacando a importância da oferta das residências como um cenário de prática para a formação dos profissionais.

Para a Reitora da UFSCar, Wanda Hoffmann, o início da residência médica simboliza o esforço que a Universidade tem empregado para cumprir sua missão de formar profissionais altamente capacitados, com o apoio interno do Departamento de Medicina (DMed), da Coordenação do curso de Medicina e do HU, além da parceria externa com a Santa Casa. "Este dia revela nosso empenho no processo de consolidar o conhecimento na área da Saúde e na missão de formar profissionais qualificados para transformarem a sociedade", enfatizou a Reitora.

O professor Giovanni Aciole, Chefe do DMed, valorizou o envolvimento dos docentes do Departamento e todas as parcerias estabelecidas para a implementação dos programas de residência médica e ressaltou a relevância dos programas para a região. "A residência é importante para avançarmos na formação de novos médicos, com competência crítico-reflexiva e compromisso social, mas também contribui para a fixação desses profissionais em nossa região, ao mesmo que tempo que colabora com o processo de qualificação das nossas práticas assistenciais", defendeu Aciole.  

Wânia Sanches Picasso, Gerente Médica da Santa Casa de São Carlos, participou da abertura das residências do HU e ressaltou a parceria profícua entre a Santa Casa e a Universidade, explicando que alguns estágios da residência do HU serão feitos na Santa Casa. "Estaremos sempre à disposição destes e de futuros programas que a UFSCar implantar", adiantou ela. Também estiveram presentes no evento Roberto Ferrari Júnior, Pró-Reitor de Extensão da UFSCar, e Márcio Merino, Pró-Reitor de Administração da Universidade, que destacaram os resultados positivos do empenho do HU em todas as ações encampadas até hoje. 

Programas

As residências médicas em Medicina de Família e Comunidade e em Clínica Médica têm duração de dois anos, com carga horária total de 5.760 horas, cerca de 60 horas semanais, e serão desenvolvidas sob forma de treinamento em serviço, por meio de atividades práticas, teóricas e de pesquisa, sob supervisão didático-pedagógica. Os estágios obrigatórios ocorrerão na rede de serviços do Sistema Único de Saúde, em unidades docente-assistenciais da UFSCar ou em outros serviços de Saúde vinculados à Secretaria Municipal de Saúde de São Carlos ou conveniados com a Universidade.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo