NESTA SEGUNDA-FEIRA (17/12/18) OS RADARES MÓVEIS ESTARÃO NAS SEGUINTES VIAS: 

RADAR 1 – RUA MIGUEL PETRONI, 338  - CENTRO/BAIRRO - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H; 

RADAR 2 – AVENIDA JOÃO DE GUZZI X RUA MARCOS VINÍCIUS DE M. MORAES  - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 3 – AVENIDA TRABALHADOR SÃOCARLENSE, OPOSTO 1130, RODOVIÁRIA/USP - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 M/H.

 

A vereadora Cidinha do Oncológico, acompanhada de seu assessor Alex Prado, visitou nesta quarta-feira (5)  a Cooperativa Acácia, uma cooperativa de catadores de materiais e recicláveis localizada em Araraquara. 

A parlamentar foi acompanhada da secretária municipal de Cidadania e Assistência Social, Glaziela Cristiani Solfa Marques, e do psicólogo daquela secretaria, Fernando Calzavara de Oliveira. Eles foram recebidos no projeto Acácia pela presidente, Helena Francisco da Silva; pela vice-presidente, Luciana Aparecida da Silva; pela tesoureira, Marta Daniela Joaquim; e pelo cooperado Carlos Eduardo Aparecido Vaz.

Na ocasião, foi feita uma reunião com a diretoria administrativa que apresentou o histórico da cooperativa e os principais desafios enfrentados ao longo de uma história de quase dez anos de funcionamento. Atualmente, a Acácia conta com 188 cooperados (sendo destes 80% mulheres) e é responsável pela coleta seletiva e processamento de material reciclado no município de Araraquara.

Cidinha destacou que durante a reunião os cooperados relataram diferentes parcerias realizadas com empresas locais para processamento e descarte regular dos materiais coletados no município, bem como a necessidade atual das empresas em adotarem a política de logística reversa.  

LOGÍSTICA REVERSA - De acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (estabelecida pela lei 12.305 de 2/08/2010), a logística reversa pode ser definida como “instrumento de desenvolvimento econômico e social caracterizado por um conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada”.

 O grupo da Cooperativa ainda destacou a importância da geração de renda por meio da reciclagem como alternativa ao desemprego, bem como o impacto na vida dos cooperados que passaram a resgatar sua cidadania. Uma das diretoras reforçou, que se para muitos o “lixo” é um problema, para a cooperativa se tornou matéria prima para garantir a sobrevivência de muitas famílias. Além disso, apontaram os benefícios para o município de Araraquara em razão da melhoria da qualidade de vida da população ao retirarem de circulação diferentes materiais como embalagens de plástico, metais, vidros, papelão e isopor.

 



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo