Imprimir esta página

Entregue em agosto deste ano a travessia para pedestres no Córrego Santa Maria do Leme, localizado na rua Benedita Stall Sodré, esquina com a rua Brás Cubas, no Jardim Hikare, já apresenta diversas rachaduras e pontos de erosão em sua base.

A reportagem do SCDN esteve na manhã desta terça-feira (03) verificando o local e percebeu os diversos problemas que já surgem nesta obra que custou aos cofres públicos cerca de R$ 30 mil, segundo a Prefeitura Municipal.

"A obra está aqui. Uma ponte bem feita, segura e que vai durar por muito tempo. É importante lembrar que aproveitamos materiais antigos e conseguimos baratear o custo da obra, sem interferir na qualidade", disse o prefeito Paulo Altomani na tarde do dia 14 de agosto, quando aconteceu a solenidade de entrega desta obra.

A travessia deveria servir apenas para a passagem de pedestres, mas durante a permanência da reportagem no local, apenas uma pessoa usou a travessia, em contrapartida, mais de 10 motos passaram pelo local.

A praça em torno da travessia também está abandonada, um banco já está quebrado e o mato está alto. 

Notícia relacionada - Prefeitura inaugura, nesta quarta-feira, ponte do córrego Santa Maria do Leme



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores
e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.