NESTA TERÇA-FEIRA (29/09) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 - RUA MIGUEL PETRONI (RODOVIA/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 2 - RUA JOAQUIM RODRIGUES BRAVO (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H;

RADAR 3 - AVENIDA COMENDADOR ALFREDO MAFFEI (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H.

 

 

O vice-prefeito Emerson Leal participou, na manhã desta quarta-feira (11), no Hotel Anacã, do workshop “Gestão e Planejamento de Destinos Turísticos”, promovido em parceria com o Ministério do Turismo e o Instituto Marca Brasil.


O trabalho reuniu cerca de 30 integrantes dos mais variados segmentos relacionados ao turismo, como hotelaria, gastronomia e comércio. Representantes das cidades de Araraquara, Tabatinga, Descalvado e Ibitinga estiveram presentes ao curso, que foi ministrado pela coordenadora do Instituto Marca Brasil, Marcela Moro.Participaram do evento, o assessor de Relações Institucionais e Internacionais da Prefeitura, Emiliano Saran Azevedo, o diretor do Departamento de Fomento ao Turismo, José Eduardo Araújo, e o secretário de Desenvolvimento Sustentável, Ciência e Tecnologia, Marcos Martinelli.


O workshop é o resultado do estudo de competitividade realizado, no ano passado, pelo Ministério, em parceria com a Secretaria de Turismo de São Paulo e Sebrae Nacional. No estudo, São Carlos apresentou nota 58, acima da média Brasil (54) e abaixo da média das cidades capitais (61,9).


“O workshop tem por objetivo qualificar o município a competir no mercado internacional de turismo”, esclarece Marcela.Na opinião dela, o trabalho de São Carlos não deve se restringir aos dois dias de workshop. “Se o município quiser captar um número cada vez maior de turistas precisa realizar um trabalho contínuo”, lembra Marcela.


Segundo a coordenadora do Instituto Marca Brasil, “o estudo de competitividade deve ser encarado como uma radiografia dos pontos fracos e fortes que cada município apresenta e que os grupos envolvidos devem debater estratégias com o intuito de melhorar a oferta de turismo”.


Para o secretário Marcos Martinelli, a gestão do turismo deve ser encarada como fator de desenvolvimento econômico. “E as conclusões dos debates embasarão o desenvolvimento regional do turismo”, acredita.O vice-prefeito Emerson Leal considera que o município realiza um trabalho interessante no fomento ao turismo.


“Desde a gestão do ex-prefeito Newton Lima – e agora com o prefeito Oswaldo Barba – São Carlos tem dado importância à gestão do turismo. Tanto é que estamos colhendo resultados importantes. A Fifa qualificou a cidade como Centro de Treinamento de Seleções”, comentou o prefeito ao destacar que o Comitê Organizador da Copa de 2014 escolheu o estádio professor Luís Augusto de Oliveira (Luisão),  a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e o Golf Damha Resort como locais para treinamento das seleções que disputarão a Copa do Mundo.


Ao todo, são 50 municípios no Brasil, sendo 17 no Estado de São Paulo, que foram escolhidos pelo Ministério do Turismo para a realização do estudo de competitividade. “São Carlos vive um momento extraordinário no turismo. O município quer sediar o Mundial de Balonismo em 2014. Foi pré-selecionada como local de treinamento dos jogos Pré-Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016 e passou por mais uma etapa para ser subsede da Copa do Mundo de 2014. E esse é o momento de ampliarmos o debate para aprimorar a nossa oferta por turismo”, destacou Emiliano.


O workshop “Gestão e Planejamento de Destinos Turísticos” termina nesta quinta-feira, dia 12.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo