NESTA SEXTA-FEIRA (14/08) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 - RUA MIGUEL PETRONI (RODOVIA/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 2 - RUA MIGUEL PETRONI (CENTRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 3 - RUA MANOEL JOSÉ SERPA (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 40 KM/H.


Nesta semana, o preço do álcool combustível sofreu queda considerável nos postos de combustível da cidade, entretanto o valor da gasolina ainda não acompanha a queda.


A reportagem do [n]São Carlos Dia e Noite[/] constatou que o álcool é encontrado nos estabelecimentos por até R$ 1,769.   Semana passada, o preço era de R$ 1,999.


Alguns comércios do ramo chegaram a cobrar até R$ 2,05. “O preço tá melhor, mas por estarmos em uma região produtora de cana, com usinas, poderia ser melhor”, disse o cliente de um posto de combustível, Valdomiro Sanches.  


Já quem abastece o carro com gasolina ainda tem reclamações sobre  valores. O combustível, que custava em torno de R$ 2,499 nos postos hoje está entre R$ 2,799 e R$ 2,859.


“O que a gente espera é que o preço chegue próximo ao valor que era cobrado antes”, afirmou Adalberto Silva, que possui uma caminhonete abastecida por gasolina e gás natural.  


[n]Queda[/]  


O Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e Lubrificantes (Sindicom) espera que os preços dos combustível tenham novas quedas nos próximos dias.  


À [i]Agência Brasil[/], o vice-presidente da entidade, Alísio Vaz, explica que os estoques já estão normalizados e é possível até que o etanol que tem chegado aos postos já venha com menores preços.


“Portanto, a tendência é que os consumidores já comecem a sentir a queda no preço do álcool hidratado e da gasolina nos próximos dias em alguns dos principais centros e ao longo das próximas semanas em todo o país”.


Alísio Vaz adiantou que com a entrada da nova safra da cana-de-açúcar, o preço do etanol anidro já caiu R$ 1 nas duas últimas semanas, o que certamente vai influenciar e apressar a queda dos preços.  


Pelas contas do Sindicom, o etanol anidro - que é misturado na proporção de 25% à gasolina - saiu de um patamar de R$ 1,24 no início de janeiro para R$ 2,70 no fim de abril – uma alta de 120%.  


Esse aumento acabou levando a uma elevação de R$ 0,30 a R$ 0,40 no preço final da gasolina, que saltou de R$ 2,60 para R$ 2,91 entre janeiro e a última semana.  


Como o etanol anidro é 25% da composição da gasolina e se ele aumentou R$ 1,46 desde o início do ano, um quarto desse valor poderia aparecer no preço da gasolina, o que dá R$ 0,36. Pela pesquisa da Agência Nacional do Petróleo (ANP), entre o início do ano e a semana passada o aumento médio da gasolina nas bombas foi de R$ 0,31. “O que está dentro da expectativa”, disse Vaz.

Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo