NESTA SEXTA-FEIRA (07/08) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 - RUA RUI BARBOSA (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 40 KM/H;

RADAR 2 - RUA MIGUEL PETRONI (BAIRRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 3 - AVENIDA JOÃO DE GUZZI X RUA MARCOS VINICIUS DE M. MORAES - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H.

O Instituto Inova, gestor do Parque Eco-Tecnológico Damha, recebeu em São Carlos, na última segunda-feira (24), a coordenadora de projetos do Núcleo de Política e Gestão Tecnológica da Universidade de São Paulo (USP), Désirée Zouain.

Expert na concepção e instalação de parques tecnológicos, a pesquisadora ministrou palestra sobre o tema e conheceu um pouco mais sobre o projeto do parque de São Carlos, o primeiro de 3ª geração implementado no país.

Para o presidente do Instituto Inova, José Octávio Armani Paschoal, a visita da professora Désirée pode ser compreendida como o início de uma parceria que deverá otimizar ainda mais a instalação do parque no município.

Especialista há mais de dez anos em complexos tecnológicos e ambientes de inovação, a pesquisadora atuou diretamente na fundação de parques tecnológicos brasileiros, entre eles o Pólo de Desenvolvimento e Inovação de Sorocaba (SP).

Além de abordar os principais fatores que envolvem a criação e a sustentabilidade dos parques, Désirée discutiu o modelo implementado em São Carlos sob gestão do Inova.

“Estamos falando de um projeto inovador que reúne uma série de fatores positivos, como a gestão da iniciativa privada e o fato de estar instalado em uma cidade com alto índice de produção de conhecimento”, destaca a pesquisadora.

Um dos principais aspectos que chamou a atenção de Désirée foi a agilidade com a qual se desenvolveu o projeto do Parque Eco-Tecnológico Damha, já que o tempo médio de criação de um parque é de dez anos.

“Nesse sentido, o Instituto Inova personifica a figura do gestor prevista no Sistema Paulista de de Parques Tecnológicos. Trata-se de uma entidade independente, o que é ideal para um habitat de inovação.”

Na opinião do presidente do Instituto Inova, a presença da pesquisadora em São Carlos não apenas trouxe aos gestores do empreendimento uma grande contribuição sob o ponto de vista dos conceitos discutidos como também permitiu uma avaliação do Parque Eco-Tecnológico Damha frente aos demais complexos e modelos do Brasil e do mundo.

“Esse é apenas o início de uma parceria. Como pessoa jurídica, Désirée poderá nos auxiliar com sua experiência no pólo de Sorocaba. Como pessoa física, ela poderá ser uma consultora em potencial do Instituto Inova, uma pessoa que vem a somar no processo de instalação do parque”, finaliza Paschoal.


Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo