NESTA SEXTA-FEIRA (18/09) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 - AVENIDA TRABALHADOR SÃO-CARLENSE (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 2 - AVENIDA JOÃO DE GUZZI X RUA MARCOS VINICIUS DE M. MORAES - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 3 - AVENIDA HENRIQUE GREGORI (SHOPPING/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H.

São Carlos comemora a significativa queda de evasão escolar no ano letivo de 2010. Em 2009, o Ensino Fundamental Regular na rede municipal de ensino teve um índice total de evasão de 0,88 %; em 2010, o total foi de 0,07%.


“O índice de evasão caiu e a queda foi resultado de muito trabalho realizado pela Secretaria e todos os funcionários da rede”, afirmou Lourdes Moraes, secretária municipal de Educação.

Entre as escolas que tiveram o maior índice de queda na evasão está a EMEB Arthur Natalino Deriggi, que fica no Antenor Garcia que em 2009 teve 33 alunos evadidos, já em 2010 o índice caiu para zero. Outra escola que teve queda significativa de evasão foi a EMEB Dalila Galli (Jockey Club) que teve um índice de evasão de 17 alunos em 2009 e apenas 1 aluno em 2010.

O trabalho para que houvesse a queda da evasão foi através de ações e projetos desenvolvidos nas escolas para que os alunos tivessem assistência e reforço através de atividades durante o período de aulas e no contraturno.

Os alunos que faltam também tem acompanhamento individual por parte da escola. Segundo Hilda Maria Monteiro, diretora do Departamento Pedagógico, essas ações, que deverão continuar em 2011, foram fundamentais para chegar a estes índices.

Projetos – Entre os projetos desenvolvidos pela Secretaria Municipal de Educação que colaboraram para que o índice de evasão caísse está o “Mais Educação” em que alunos freqüentam a escola no horário contrário às aulas para desenvolver atividades extracurriculares como música e atividades esportivas.

A verificação das ausências com o acompanhamento de um funcionário que visita a residência prestando assistência às famílias dos alunos através de orientações.

A “Comunidade de Aprendizagem” que consiste em um projeto cultural e educativo que desenvolve atividades como Biblioteca Tutorada, com o atendimento no horário contrário às aulas para apoiar crianças, jovens e adultos em suas tarefas de casa, pesquisa e leitura; grupos interativos em que são compartilhadas experiências de aprendizagem, entre outras experiências.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo