NESTA SEGUNDA-FEIRA (21/09) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 - RUA RAY WESLEY HERRICK (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H; 

RADAR 2 - RUA DR. MARINO DA COSTA TERRA  (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H; 

RADAR 3 - RUA LOURENÇO INNOCENTINI (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H.

As aulas presenciais da rede estadual seguem suspensas devido a pandemia gerada pelo novo coronavírus, causador da doença COVID-19, mas escolas e gestores têm encontrado meios de se manterem em contato com toda a comunidade escolar. Nas últimas semanas, unidades realizaram reuniões virtuais com pais e responsáveis com auxílio de aplicativos, programas e redes sociais.

Na Escola Estadual Mozart Tavares de Lima, na capital, a reunião ocorreu por WhatsApp. O diretor da unidade, Aparecido Denilson Pereira, enviou áudio com orientações sobre as aulas remotas. Também foi disponibilizada uma apresentação com orientações e as principais medidas adotadas durante a pandemia.

O canal está disponível para os responsáveis enviarem e esclarecerem dúvidas. “Sei que essa maneira foge aos padrões que estamos acostumados, mas é algo necessário diante do distanciamento social imposto pela pandemia”, declarou o diretor na abertura da reunião.

A Escola Estadual Professor José Claret Dionísio, em Hortolândia, utilizou o mesmo método e contou com a participação da maioria dos responsáveis pelos alunos. “É muito bom contar com mais esse auxílio para melhorar o aprendizado de minha filha e por ajudá-la a se desenvolver didaticamente”, disse Valdirene Proieti Abate Aguiar, mãe de uma aluna do 6º ano da unidade.

Em Indaiatuba, a Escola Estadual São Nicolau de Flüe realizou a reunião dividida por séries pelo aplicativo Zoom, que permite videoconferência com múltiplas pessoas simultaneamente. “Tivemos resultados significativos com a participação das famílias e aproveitamos a oportunidade para orientar sobre as atividades não presenciais, merenda em casa, aplicativo do Centro de Mídias SP e materiais impressos. Com isso, esperamos conseguir uma maior adesão de estudantes”, afirmou o dirigente regional de ensino, Edivilson Rafaeta.

Centro de Mídias

Para os alunos continuarem as aulas durante o isolamento provocado pela pandemia, a Secretaria da Educação do Estado (Seduc) desenvolveu um aplicativo para aulas online, o Centro de Mídias de São Paulo (CMSP). Por meio da plataforma, é possível ver e participar de aulas, ao vivo e com interação, com professores da rede estadual e outros especialistas, além de outras programações de educação, cultura e entretenimento com conteúdos desenvolvidos pela pasta e também cedidos por instituições parceiras, pelo celular ou pela TV.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo