NESTA SEGUNDA-FEIRA (16/09) OS RADARES MÓVEIS ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 - Rua Miguel Petroni (CENTRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H; 

RADAR 2 – Av. Francisco Pereira Lopes (USP/SHOPPING) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 3 – Av. Comendador Alfredo Maffei (BAIRRO/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H.

A Caixa Econômica Federal inicia nesta sexta-feira (13) o saque de até R$ 500 em cada conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para os trabalhadores. Os primeiros a receber o depósito serão os clientes da Caixa que nasceram entre janeiro e abril. 

Para quem nasceu entre maio e agosto, o dinheiro estará disponível a partir do dia 27 de setembro, já para os aniversariantes de setembro a dezembro, o saque é liberado a partir de 4 de outubro para conta corrente e 9 de outubro para poupança. 

Em caso de conta-poupança, o dinheiro é depositado automaticamente, já para conta corrente, é necessário autorização do cliente pelo internet banking da Caixa, aplicativo do FGTS, site do FGTS, pelo telefone 0800 724 2019 ou direto na agência. 

Confira o calendário de saque para quem não é cliente CAIXA:

  • Nascidos em janeiro: recebem a partir de 18/10/2019
  • Nascidos em fevereiro: recebem a partir de 25/10/2019
  • Nascidos em março: recebem a partir de 8/11/2019
  • Nascidos em abril: recebem a partir de 22/11/2019
  • Nascidos em maio: recebem a partir de 6/12/2019
  • Nascidos em junho: recebem a partir de 18/12/2019
  • Nascidos em julho: recebem a partir de 10/1/2020
  • Nascidos em agosto: recebem a partir de 17/1/2020
  • Nascidos em setembro: recebem a partir de 24/1/2020
  • Nascidos em outubro: recebem a partir de 7/2/2020
  • Nascidos em novembro: recebem a partir de 14/2/2020
  • Nascidos em dezembro: recebem a partir de 6/3/2020

Recomendações

Segundo Elton Eustáquio, responsável pelo Núcleo de Economia da ACISC, a expectativa é de que o grande beneficiado dessas medidas seja o comércio varejista. A liberação também poderá ajudar a economia atual do país. “Pode alterar o estado de confiança dos consumidores e de empresários/empreendedores e, então, dar um novo ânimo à economia”, afirma. 

Em julho, o Ministério da Economia estimou que as medidas de liberação devem movimentar R$ 30 bilhões na economia nacional.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo

Sistema Organização Contabil