Nesta sexta-feira (16/08) os radares móveis estarão operando nos seguintes locais: 

RADAR 1 - Rua Miguel Petroni (RODOVIA/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 2 - Avenida Comendador Alfredo Maffei (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H; 

RADAR 3 - Avenida Trabalhador São-carlense - (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H.

A Uber e a Serasa Experian anunciam hoje uma parceriapara validação das informações dos usuários do aplicativo.  A ferramenta que fará a checagem, denominada U-Check, foi a primeira a ser desenvolvida pelo recém-constituído time de engenheiros do Centro de Desenvolvimento Tecnológico (Tech Center) instalado pela empresa em São Paulo em parceria com o time de engenheiros da Uber em San Francisco (EUA).

O projeto, integrado com as soluções de qualidade de dados da Serasa Experian, permitirá que a Uber, a partir dos dados fornecidos pelo usuário no cadastro, como o CPF, obtenha informações adicionais via API. A verificação do cadastro cobrirá todos os novos usuários que optarem por não adicionar um cartão de crédito no momento de se registrarem já a partir deste mês.

"O compromisso com a segurança é a prioridade da empresa, por isso a Uber está permanentemente desenvolvendo e aprimorando soluções para tornar as viagens cada vez mais seguras e confiáveis", explica o diretor do Tech Center da Uber no Brasil, Marcello Azambuja.

"Dados precisos e confiáveis garantem a segurança e melhoram a experiência do usuário. A nova ferramenta, que integra a solução InfoMais da Serasa, irá facilitar as verificações cadastrais, tornando o sistema mais robusto", diz o Diretor de Produtos da Serasa Experian, Luiz Junqueira.

O U-Check, primeira solução a ser desenvolvida internamente pelos engenheiros do Tech Center da Uber instalado em São Paulo, abre ainda novas possibilidades para verificações diversas no futuro. Além disso, também poderá ser utilizado pelo aplicativo no mundo todo.

O Tech Center é o primeiro centro de desenvolvimento tecnológico da empresa na América Latina e está inicialmente focado em soluções voltadas à segurança. Para tanto, ele deverá receber, ao longo dos próximos anos, investimentos na ordem de R$ 250 milhões e contar com cerca de 150 profissionais como engenheiros, desenvolvedores e pesquisadores de software, cientistas de dados e gestores de produto, entre outros.

Recentemente, a Uber anunciou a parceria com o Serpro para checagem de informações cadastrais dos motoristas parceiros em tempo real. Além disso, recentemente a empresa criou um processo de detecção automática de linguagem imprópria nas mensagens que são enviadas tanto no bate-papo do aplicativo - quanto nas viagens quanto no Uber Eats.

Sobre a Uber

A Uber está transformando a forma como as pessoas pensam e experimentam a mobilidade urbana. Há pouco tempo, a empresa era apenas um aplicativo para pedir carros de luxo em algumas cidades. Hoje, ela é parte da vida de mais de 600 cidades ao redor do mundo. Seja para uma viagem, para pedir um sanduíche, a Uber usa a tecnologia para dar às pessoas o que elas querem, quando desejam.

Para quem dirige por meio da plataforma, a Uber representa uma forma nova e flexível de gerar renda. A empresa ajuda a fortalecer a economia local e a aprimorar a mobilidade urbana. E isso é só o começo. A Uber está repensando a forma como as pessoas e coisas vão se mover de um lugar para o outro, com projetos de carros autônomos, veículos voadores e de utilização da plataforma para acessar outros modais, bicicletas, patinetes e a compra de bilhetes para o uso de transporte público.



Comentário(s) 

+2
leitor assíduo | 17 Julho 2018
Belo discurso. Falta apresentar as propostas que permitirão refundar o Brasil. Como todo e qualquer candidato, deve ser investigado a fundo pelo eleitor consciente. Saber quem o apoia é fundamental. O eleitor precisa inquietar-se, abandonar a preguiça e questionar candidatos, propostas e qualidade dos apoiadores. Sem essas cautelas, poderá votar erradamente, outra vez.
+2
Cesar | 17 Julho 2018
Fico feliz, sabendo que depois de tantos anos na política, o senador descobriu agora a corrupção; assistindo inerte a delapidação do tesouro nacional.