NESTA SEXTA-FEIRA (13/12) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS: 

RADAR 1 – Rua Rui Barbosa (CENTRO/BAIRRO) vELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 40 kM/H; 

RADAR 2 – Avenida Francisco Pereira Lopes (usp/ shopping) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H; 

RADAR 3 – Rua Miguel Petroni (rodovia/centro) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 kM/H.

Por conta de uma determinação da Agência Nacional de Saúde Suplementar, a ANS, a partir de agora, 46 planos de saúde não poderão ser vendidos ou receber novos clientes em todo o país.

De acordo com o diretor de Normas e Habilitação dos Produtos da ANS, Rogério Scarabel, a medida é temporária e acompanha os resultados trimestrais do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento, que é um programa que monitora o desempenho do setor e atua na proteção do beneficiário.

“O Monitoramento da Garantia de Atendimento é um programa da ANS, que avalia as operadoras de planos de saúde, a partir das reclamações registradas pelos clientes nos canais da agência. O objetivo do programa é sempre estimular as empresas a qualificarem o atendimento prestado aos consumidores. Os planos são suspensos temporariamente pela agência e só podem voltar a ser comercializados quando forem comprovadas as melhorias”, afirmou o diretor.

Neste ciclo, a ANS determinou que fossem suspensos, de forma temporária, a comercialização de planos de 13 operadoras por conta de reclamações assistenciais como: prazo máximo de atendimento, cobertura assistencial, rede de atendimento, entre outras.

Juntos, os planos atendem cerca de 570 mil beneficiários, que ficam protegidos com a medida e têm mantida a garantia à assistência regular.

Além disso, em paralelo com esta suspensão, a ANS liberou a comercialização de sete planos de saúde de duas operadoras, que haviam sido suspensos em ciclos anteriores.

No site da ANS, você pode acessar a lista de planos que tiveram a comercialização suspensa, a lista de operadoras com planos parcialmente reativados, além da classificação de todas as operadoras.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo