NESTA QUARTA-FEIRA (30/09) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 - RUA MIGUEL PETRONI (CENTRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 2 - AV. JOÃO DE GUZZI X RUA MARCOS VINICIUS DE M. MORAES - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 3 - RUA JOAQUIM RODRIGUES BRAVO (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H.

 

 

Durante assembleia geral nesta terça-feira (26), acionistas da Embraer aprovaram a venda da divisão comercial da empresa para a norte-americana Boeing. A aprovação foi uma das últimas etapas necessárias para o negócio, que ainda precisa do aval das autoridades regulatórias. De acordo com a Embraer, 96,8% dos votos foram favoráveis à transação.

O negócio criará uma nova empresa composta pelas operações de aeronaves comerciais e serviços da Embraer. Ao fazer um pagamento de 4 bilhões e 200 milhões de dólares, a empresa dos Estados Unidos será dona de 80% das ações, no acordo que é avaliado em torno de mais de cinco bilhões de dólares. A Embraer fica com os 20% restantes.

Boeing e Embraer anunciaram que estudavam unir as empresas no fim de 2016, consolidando em uma só companhia de aviação que reuniria dois grandes negócios, uma de aviação de longa distância, especialidade da Boeing, e deslocamentos regionais, marca forte da Embraer.

A companhia brasileira foi privatizada em 1994, no governo de Itamar Franco. A expectativa é de que o processo de criação da nova empresa seja concluído até o fim deste ano.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo