NESTA QUARTA-FEIRA (30/09) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 - RUA MIGUEL PETRONI (CENTRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 2 - AV. JOÃO DE GUZZI X RUA MARCOS VINICIUS DE M. MORAES - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 3 - RUA JOAQUIM RODRIGUES BRAVO (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H.

 

 

Inconformado com as sucessivas ações que desmentem o slogan governamental "Pátria Educadora", o deputado federal Lobbe Neto (PSDB-SP), participando de audiência pública da Comissão de Educação, realizada durante essa semana – a qual contou com a presença do ministro de Estado da Educação, Renato Janine Ribeiro – voltou a cobrar a melhoria do sistema educacional no país e o não contingenciamento ao orçamento da educação para 2015.

Lobbe enfatizou que uma das pastas mais afetadas com os cortes da presidente Dilma Rousseff, foi a da Educação. "A presidente diz que é prioridade a sua 'Pátria Educadora'. Elaboramos o Plano Nacional da Educação, com 20 metas, desde a educação infantil até o ensino superior, e, no entanto, tivemos um corte de R$ 9,3 bilhões na área da Educação", disse.

O parlamentar questionou se as instituições que aderiram ao Fies poderão acreditar novamente no programa e se os demais programas educacionais também irão sofrer cortes. "É preciso saber quais os programas da área da Educação, sofrerão mais cortes. Em Paris, o ministro Joaquim Levy disse que a educação é a nossa saída, porém, mais uma vez, isso na prática não acontece e os cortes atingem diversos programas", lembrou.

O tucano também sugeriu ao ministro Janine, um diálogo permanente entre os Ministérios da Educação e da Saúde, uma vez que, os hospitais universitários e as universidades federais, estão passando por diversas dificuldades financeiras. "Como é que o MEC está avaliando essa situação dos nossos hospitais universitários?", indagou.

"Desejo que o ministro Renato Janine tenha um bom crédito com o ministro Levy, com o Ministério de Planejamento e, principalmente, com a presidente da República, para que a Educação não fique só na pirotecnia, mas possa enfrentar a realidade da péssima situação na área que estamos vivenciando", finalizou Lobbe.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo