NESTA QUARTA-FEIRA (30/09) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 - RUA MIGUEL PETRONI (CENTRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 2 - AV. JOÃO DE GUZZI X RUA MARCOS VINICIUS DE M. MORAES - VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 3 - RUA JOAQUIM RODRIGUES BRAVO (CENTRO/BAIRRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 50 KM/H.

 

 

A presidenta Dilma Rousseff reafirmou que o sistema elétrico brasileiro necessariamente precisa ser à prova de raios. Dilma disse que se descargas elétricas foram realmente as responsáveis pela queda de fornecimento de energia na terça-feira (4), "cabe ao ONS [Operador Nacional do Sistema Elétrico] apurar se os operadores estão mantendo adequadamente sua rede de para-raios".

A declaração da presidenta foi repassada na quinta-feira por meio do ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência, Thomas Traumann. "O Brasil é um dos países com maior quantidade de raios no mundo, o sistema brasileiro foi montado para ser à prova de descargas elétricas, com uma gigantesca rede de para-raios", disse o ministro.

A afirmação da presidenta é uma resposta à polêmica envolvendo a sua declaração de 27 de dezembro de 2012 de que os raios não foram responsáveis pelos apagões e que não podem desligar o sistema. O relatório do ONS sobre a causa do blecaute na terça-feira ficará pronto em quinze dias, mas hoje não foi descartada a possibilidade de a queda no sistema elétrico ser consequência de um raio.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo