NESTA QUARTA-FEIRA (23/09) OS RADARES ESTARÃO OPERANDO NOS SEGUINTES LOCAIS:

RADAR 1 - RUA MIGUEL PETRONI (RODOVIA/CENTRO) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 2 - RUA MIGUEL PETRONI (CENTRO/RODOVIA) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H;

RADAR 3 - AVENIDA BRUNO RUGGIERO FILHO (BAIRRO/SHOPPING) VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA DE 60 KM/H.

 

A equipe econômica aumentou de 4,7% para 5,2% a projeção oficial de inflação pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). A nova estimativa foi divulgada hoje (20) pelo Ministério do Planejamento, que enviou ao Congresso Nacional o Relatório de Receitas e Despesas do 5º Bimestre. O documento contém previsões para a economia e informações sobre a execução do Orçamento Geral da União.

Apesar de ser divulgado pelo Ministério do Planejamento, as estimativas para o comportamento da economia são de autoria da Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda. Com o ajuste, a previsão para o IPCA passou a coincidir com as projeções do Banco Central (BC), apresentadas no último relatório de inflação, lançado em setembro.

No relatório, o Ministério da Fazenda manteve a previsão de 2% de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para este ano. A projeção, no entanto, continua diferente dos números do Banco Central, que prevê expansão de 1,6%, de acordo com o relatório de inflação.

O relatório projetou redução de outro índice de inflação, o IGP-DI. A estimativa para 2012 passou de 8,17% para 7,94%. Segundo o documento, a diminuição deve-se à queda do dólar esperada para os próximos meses. Divulgado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), o IGP-DI tem 60% da composição influenciada pelos preços no atacado, que são sujeitos a variações cambiais.



Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal SCDN. Se achar algo que viole as regras de uso, denuncie.


Código de segurança
Atualizar codigo